VIAGEM GASTRONÔMICA – MINAS GERAIS

“Oh! Minas Gerais. Oh! Minas Gerais. Quem te conhece não esquece jamais. Oh! Minas Gerais”. Sábias palavras de Tonico e Joel Bandeira quando compuseram a música “Minas Gerais”.

A cozinha mineira é encantadora, é envolvente. Quem é que não gosta daquele cheirinho de pão de queijo assando, do barulho da lenha queimando no fogão de alvenaria que esquenta as panelas de ferro ou pedra-sabão, que por sua fez aquecem o tutu de feijão, o angu e o frango ao molho pardo e diversas outras maravilhas da gastronomia mineira?!

Espalhadas por todo o país, algumas receitas remontam aos hábitos dos indígenas que viviam na região, outras são resultados da influência dos portugueses, que vieram em busca do ouro e do diamante, ou da cultura dos escravos africanos que trabalhavam nas minas.

Com o auge do Ciclo do Ouro, no século XVIII, houve uma superlotação das cidades da região, o que resultou na escassez de alimentos. Como o sal era caro e raro, as escravas tinham que cozinhar com pouco sal e prepara refeições com o que tinham a disposição: mandioca, raízes, feijão, milho, frutas, carne de boi, que foi trazido pelos tropeiros e criados para subsistência. Assim nascia a cozinha mineira, simples, saborosa e farta.

gastronomia-mineira

Para os mineiros, a mesa é mais que um lugar para se alimentar, é um local para celebrar a vida, onde ao redor sentam familiares e amigos para “prosear” durante horas, acompanhada por uma boa dose de cachaça. Não se pode esquecer o hábito mineiro de sempre oferecer algum quitute e uma boa sobremesa aos convidados. Minas Gerais nos presenteou com o famoso pão de queijo, quitute esse que cai bem em qualquer hora do dia ou da noite, ainda mais quando sai quentinho do forno, acompanhado por uma boa xícara de café. E os doces?!?! Ah, os doces!!! Ambrosia, doce de leite, doce de abóbora, compotas de fruas, sem falar da perfeita combinação do queijo com goiabadas, conhecido como Romeu e Julieta.

Agora chega de prosa e “simbora” pra cozinha fazer aquele banquete mineiro de dar água na boca de todos. Bom final de semana, meus amores e até a próxima.

CALDO DE JERIMUM UAI

RENDE 8 PORÇÕES

Ingredientes

  • 2 colheres (sopa) de óleo de girassol
  • 1 colher (sopa) de pasta de alho
  • 1,5 kg de abóbora (jerimum) bem madura, descascada e sem sementes, cortada em cubos
  • Sal a gosto
  • 1 xícara (chá) de creme de leite

Modo de preparo

  1. Coloque o óleo em uma panela e doure o alho.
  2. Em seguida, refogue a abóbora e depois cubra com água. Acrescente o sal e deixe cozinhar por alguns minutos, até a abóbora ficar mole. Retire a abóbora e reserve o caldo.
  3. Bata a abóbora no liquidificador. Misture a abóbora batida ao caldo.
  4. Acrescente o creme de leite somente na hora de servir.

caldo-de-jerimum-uai

FRANGO COM QUIABO

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 2 ¼ xícara (chá) de óleo
  • 1 kg de frango (peito, coxa e sobrecoxa)
  • 4 dentes de alho picados
  • 2 cebolas bem picadas
  • 1 colher (café) de açafrão
  • 2 kg de quiabo
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

  1. Em uma panela, aqueça ¼ de xícara de óleo e doure o frango.
  2. Acrescente o alho, a cebola e o açafrão. Refogue bem e coloque água suficiente para cobrir o frango. Cozinhe, sem deixar a carne desmanchar.
  3. Lave o quiabo, tire as duas pontas de cada extremidade e corte em rodelas de aproximadamente 2 cm.
  4. Esquente o restante do óleo e frite o quiabo. Retire do óleo e deixe secar no papel-toalha.
  5. Em seguida, acrescente o quiabo ao frango. Cozinhe por 5 minutos e acerte o sal.
  6. Sirva com arroz.

frango-com-quiabo

TUTU DE FEIJÃO

RENDE 5 PORÇÕES

Ingredientes – tutu

  • 1 kg de feijão cozido
  • 50 g de bacon ou toucinho defumado em cubinhos
  • 1 dente de alho picado
  • 1 cebola picada
  • Farinha de mandioca crua (mais ou menos 300 g)
  • Sal e pimenta a gosto

Ingredientes – molho

  • 1 cebola cortada em rodelas finas
  • Azeite a gosto
  • 2 colheres (sopa) de vinagre
  • 3 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • ½ xícara (chá) de água

Modo de preparo – tutu

  1. Bata o feijão no liquidificador até que fique bem líquido.
  2. Em uma panela, frite o bacon. Retire os pedaços e reserve.
  3. Na gordura que ficou na panela, frite o alho e a cebola. Acrescente o feijão batido, mexendo bem.
  4. Vá adicionando aos poucos a farinha de mandioca, mexendo sem parar. A consistência do tutu deve ser um pouco mais líquida do que a de um purê de batata.

Modo de preparo – molho

  1. Refogue rapidamente a cebola no azeite, acrescente o vinagre, a massa de tomate e a água. Deixe ferver por 2 minutos.
  2. Coloque em um recipiente à parte para servir com o tutu. Por ultimo, coloque o bacon frito e um pouco de molho por cima do tutu.

DICA: o ideal é que o tutu engrosse pelo cozimento. Deixe-o apurando no fogo e não coloque farinha demais. Desse modo, o gosto da farinha de mandioca não se sobrepõe ao do feijão.

tutu-de-feijao

EMPADÃO DE QUEIJO DE MINAS

RENDE 15 PORÇÕES

Ingredientes – Massa

  • 250 g de banha de porco
  • 1 ¼ xícara (chá) de margarina
  • 4 ovos
  • 1 kg de farinha de trigo
  • Sal a gosto

Ingredientes – Recheio

  • 700 g de queijo de minas (de preferência o Canastra)
  • 6 gemas
  • 3 ovos inteiros
  • 1 xícara (chá) de creme de leite fresco
  • Sal a gosto

Modo de preparo – Massa

  1. Bata a banha com a margarina até obter um creme. Junte os ovos, a farinha e o sal. Sove bem até formar uma massa lisa.
  2. Forre com a massa um refratário grande, de 30 cm de comprimento, cobrindo as laterais também.

Modo de preparo – Recheio

  1. Pique o queijo e espalhe sobre a massa.
  2. Bata as gemas, os ovos inteiros, o creme de leite e o sal no liquidificador e coloque sobre o queijo.
  3. Leve ao forno preaquecido a 220°C por 30 minutos.
  4. Espete um palito de dente, quando sair limpo, o empadão estará pronto.

DICA: o Canastra, queijo de minas produzido na região da Serra da Canastra, é ideal para essa receita, mas pode ser substituído por queijo mussarela, gruyère ou outro de sua preferência.

empadao-de-quijo-de-minas

AMBROSIA

RENDE 10 PORÇÕES

Ingredientes

  • 750 g de açúcar refinado
  • 1 pau de canela
  • Casca de 1 limão
  • 1 xícara (chá) de água
  • 4 xícaras (chá) de leite
  • 8 claras de ovo
  • 16 gemas

Modo de preparo

  1. Coloque o açúcar, o pau de canela, a casca do limão e a água em uma panela. Leve ao fogo, mexendo até que o açúcar dissolva por completo. Pare de mexer e deixe ferver até o ponto de calda grossa.
  2. Acrescente o leite, continue mexendo e deixe ferver.
  3. À parte, bata as claras em neve e misture as gemas levemente. Adicione à panela, sem mexer. Quando os ovos ficarem firmes, misture delicadamente com um garfo, separando os pedaços de ovo da calda, e deixe ferver por 5 minutos.

DICAS: para saber o ponto da calda grossa, pegue um pouco com uma colher e derrame. Deve escorrer um fio grosso, contínuo e denso.

Leia também...

Deixe um comentário