Saiba como o Pilates pode melhorar as patologias respiratorias!

É comum que pessoas com alguma disfunção do sistema respiratório, apresentem diminuição na capacidade de expansão pulmonar, bem como algum padrão característico postural, como ombros protusos (anteriorizados) ou elevados, aumento da cifose torácica.
Essas alterações posturais, podem ocorrem devido uma fraqueza ou debilidade dos músculos responsáveis pela função respiratória, sendo necessário recrutar a musculatura acessória, gerando uma tensão, que altera a postura de forma significativa

Para que nossa função respiratória ocorra de forma satisfatória, é necessário que vários mecanismos atuem harmonicamente. A Inspiração ocorre através da contração do diafragma e dos músculos intercostais, promovendo a entrada de ar dentro do organismo. Já a expiração, se dá através do relaxamento do diafragma e dos músculos intercostais, levando a saída de ar dos pulmões.


Um dos princípios fundamentais do Pilates é a respiração, ela é de suma importância para a execução correta dos exercícios, potencializando o controle da musculatura.
Durante a execução dos movimentos dentro de uma aula de Pilates, estimulamos um padrão ativo da respiração, dando ênfase nos músculos do tronco, caixa torácica, e respiratórios como o diafragma, que também está ligado a coluna pela sua inserção nas vertebras lombares. Toda essa ativação muscular, permite uma maior “expansão pulmonar” e mobilidade do gradil costal.
O chamado “gradil costal”, constitui de um conjunto de ossos da região do tórax (costelas, osso esterno, vértebras), bem como às suas articulações, as quais realizam movimentos que levam às variações de volume, garantindo a entrada e saída de ar dos pulmões.
Ao se conscientizar da respiração e ativar a musculatura de forma controlada, o corpo por si só, vai sentir a necessidade de aumentar ou diminuir a frequência respiratória, acompanhando a intensidade do exercício que está sendo executado.
Esse padrão respiratório, promove efeitos positivos na resistência muscular e na hipertrofia dos músculos do tronco no geral! Podendo assim ser utilizado como instrumento terapêutico para os indivíduos com patologias pulmonares e fraqueza dessa musculatura.

Ou seja, uma respiração correta, utilizando a sua máxima capacidade de expansão pulmonar, melhora a estabilidade da coluna, e promove uma postura mais alinhada.
Lembrando que é muito importante realizar a avaliação com um profissional capacitado, que vai poder analisar a sua postura, e assim traçar um melhor plano de tratamento que te auxilie na melhoria do padrão respiratório dificultado, bem como qual o momento adequado para se realizar os exercícios.

Leia também...

Deixe um comentário