SABORES DO MUNDO – URUGUAI

O Uruguai tem uma importante história de imigração, principalmente depois da Guerra do Paraguai, onde foi aliado da Argentina e Brasil, lutando conta os paraguaios. Neste período, o país recebeu grande número de imigrantes da Europa, em especial da Espanha e da Itália, os quais trouxeram, além da esperança de uma vida melhor, suas tradições culinárias. Em 1860 os imigrantes representavam 48% da população no território uruguaio, e oito anos mais tarde eles já eram 68%.

Esse crescimento no número de estrangeiros causou grandes repercussões, pois, além de alterar a composição étnica da população, transformou algumas modalidades de trabalho no campo e na indústria de conservação da carne. Entre os anos de 1963 e 1985, estima-se que cerca de 320 mil pessoas, muitas fugindo de perseguições políticas, deixaram o país rumo a Argentina, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Itália e França. Algumas estavam voltando para casa, mas outros, que estavam indo rumo à países diferindo do de origem, estava levando a cultura uruguaia para o exterior. Pode-se dizer que na história mais recente do país houve grande intercâmbio entre a cultura nativa e o mundo exterior.

cuia uruguaia

Com uma história tão rica como essa, a mesa uruguaia tornou-se rica de estilos culinários variados, onde os sabores e os aromas das nações se misturam de maneira harmônica. Mas existe uma ingrediente que liga essas culturas gastronômicas: a carne. No Uruguai, a criação de gado é uma grande fonte de riqueza para as famílias e para a cozinha, e é responsável por levar à mesa cortes extraordinários. No passado, a criação de animais foi o principal fator de desenvolvimento do Uruguai. O sucesso da criação de animais se deu graças à conformação do território, cerca de 75% de sua área são ocupados pelo pampa, extensas planícies que servem de pasto permanente para bovinos, ovinos, suínos e equinos.

Existem pratos de carne famosos de origem uruguaia, que também podem ser encontrados na Argentina, como por exemplo o filé à milanesa, de origem italiana, a morcilla e o asado, o churrasco. Na parrillada, onde é possível encontrar os miúdos dos animais, as carnes são grelhadas e acompanhadas de temperos ou do molho chimichurri, que além de acompanhamento, é excelente para marinar a carne antes do cozimento.

gastronomia uruguaia

Apesar da carne ser estrela dos pratos uruguaios, o peixe, que seja do mar ou do rio, também pode ser encontrado em muitas preparações. Um prato popular entre os uruguaios é a corvina grelhada. O atum também aparece em tortas e empanadas.

No setor mais doce da cozinha, a gastronomia uruguaia oferece várias delícias. O doce de leite é o símbolo da confeitaria do Uruguai. Deliciosos por si só, o dulce de leche é usa para dar um toque especial a biscoitos, como os alfajores, e serve de recheio para churros ou como cobertura de pudins. Outro doce tradicional e com muita história é o chajá, feito com pão de ló, chantili, suspiro e pêssego ou morango e é uma das sobremesas mais populares do país.

confeitaria uruguaia

A cozinha uruguaia possui ingredientes, métodos de preparo e tradições muito diversos, elementos que, em conjunto, formam a imagem de um país especial, detentor de um fascínio cosmopolita.

FAINÁ

RENDE 12 PORÇÕES

Ingredientes

  • 150 g de farinha de grão-de-bico
  • 450 ml de água
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 raminho de alecrim
  • 2-3 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 2 colheres (sopa) de parmesão ralado grosseiramente (opcional)
  • Pimenta-do-reino moída

Modo de preparo

  1. Misture a farinha com o sal e adicione a água aos poucos, sem deixar formar grumos. A massa deve ficar bem líquida. Cubra e deixe descansar por pelos menos 6 horas, mexendo de vez em quando. Preaqueça o forno a 220⁰ unte bem uma assadeira grande e baixa. Lave o alecrim, sacuda para secar e pique grosseiramente.
  2. Despeje uma camada fina da massa na assadeira, regue com um fio de azeite, salpique com o alecrim picado (você também pode adicionar parmesão, de desejar) e asse por cerca de 30 minutos. Tire o faina do forno e sirva cortado em fatias, decorado com folhas de alecrim e polvilhado com pimenta-do-reino moída.

fainá

BIFE A LA PARRILLA

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 4 filés de costela (entrecôte) de 180 g cada um
  • 2 colheres (sopa) de pimenta-do-reino em grãos
  • 1 colher (chá) de sal
  • Óleo vegetal para grelhar
  • Salsa, legumes e molho chimichurri

Ingredientes – Molho chimichurri

  • 1 maço de salsinha
  • ½ cebola
  • 4 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho branco
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • ½ colher (chá) de pimenta-calabresa
  • 1 colher (sopa) de orégano seco
  • Sal
  • Pimenta-do-reino moída

Modo de preparo

  1. Prepare o MOLHO. Lave e seque a salsinha. Descarte os talos e pique muito bem as folhas. Descasque e pique o mais finamente possível a cebola e os dentes de alho. Retire o talo da folha de louro e triture-a finamente. Misture sal e pimenta-do-reino a gosto no vinagre. Acrescente o azeite e misture a salsinha. Misture a cebola, o alho, o louro, a pimenta-calabresa e o orégano. Deixe descansar em local fresco, de preferência a noite toda (no mínimo por 1 hora).
  2. Moa a pimenta-do-reino com o sal e um almofariz. Tempere bem a carne com a mistura de pimenta e sal. Leve a uma grelha levemente untada com óleo (ou a uma frigideira tipo grelha ou, ainda, chapa de ferro) bem quente. Deixe dourar bem e vire para dourar o outro lado, até o ponto desejado. Para uma carne bem suculenta, vire o bife o menor número de vezes possível.
  3. Deixe a carne descansar um pouco e sirva em fatias nos pratos, acompanhada de salada, legumes grelhados e molho chimichurri.

bife a la parrilla

CHIVITO

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 4 pães franceses (ou 4 minibaguetes ou 4 pães de hambúrguer)
  • 4 bifes de filé-mignon de aproximadamente 100 g cada um
  • 8 fatias de bacon
  • 125 g de queijo gouda ou queijo prato fatiado
  • 1 ½ colher (sopa) de manteiga
  • 4 ovos
  • 2 colheres (sopa) de maionese
  • 8 fatias de presunto cozido
  • 8 folhas de alface (romana, lisa ou americana)
  • 2 tomates
  • Sal
  • Pimenta-do-reino moída
  • Batata frita para acompanhar

Modo de preparo

  1. Lave e seque as folhas de alface. Lave os tomates e corte-os em fatias não muito finas. Em uma frigideira antiaderente, frite o bacon com um fio de óleo até ficar crocante e escorra sobre papel-toalha. Na mesma frigideira, doure os bifes até o ponto desejado, depois tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Coloque o queijo sobre a carne, tampe e desligue o fogo.
  2. Em uma frigideira grande, derreta a manteiga e frite os ovos até o ponto desejado. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Passe maionese nos dois lados dos pães e monte os sanduíches colocando em cada uma deles duas fatias de presunto, a alface, o tomate, por último, o ovo frito. Feche os sanduíches com um palito e sirva com batata frita. Se quiser, acrescente pimentões em conserva e azeitonas verdes sem caroço ao recheio.

chivito

MILANESA

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 4 bifes de filé-mignon de aproximadamente 200 g cada um
  • 2 dentes de alho
  • 300 g de farinha de rosca grossa
  • 1-2 colheres (chá) de orégano
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • 4 ovos
  • Óleo para fritar
  • Sal
  • Pimenta-do-reino moída
  • Fatias de limão-siciliano e salada ou purê de batata para acompanhar

Modo de preparo

  1. Coloque os bifes entre dois pedaços grandes de filme plástico de PVC e bata com um martelo de carne para que fiquem finos (aproximadamente 1,5 cm de espessura). Descasque e pique o alho o mais finamente possível (mas sem transformá-lo em uma pasta. Coloque a farinha de rosca em uma tigela rasa e mistura-a com o alho, o orégano e a salsinha. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Bata os ovos em um prato fundo. Passe os bifes primeiro na farinha de rosca, apertando-os com a mão para que fiquem bem empanados. Passe os bifes, então, pelos ovos batidos e novamente pela farinha de rosca. Sacuda ligeiramente para tirar o excesso.
  2. Aqueça óleo em uma frigideira grande e frite as milanesas dos dois lados por alguns minutos, até dourar. Retire com uma escumadeira, deixe alguns instantes sobre papel-toalha e sirva com rodelas de limão e salada ou purê de batata.

milanesa

ASADO DE TIRA

RENDE PORÇÕES

Ingredientes

  • 1,5 kg de asado de tira (costela de boi com cerca de 4-5 cm de espessura)
  • Sal grosso
  • Pimenta-do-reino moída
  • Molho chimichurri para acompanhar

Modo de preparo

  1. Esfregue vigorosamente a carne com sal grosso. Com os ossos virados para baixo, coloque a carne na grelha de uma churrasqueira sobre brasa de carvão (prestando atenção para que a gordura que pinga não atice as chamas).
  2. Assim que dourar, vira e continue assando até atingir o ponto desejado (o asado deve continuar rosado por dentro). Salpique pimenta-do-reino grosseiramente moída e sirva acompanhado de molho chimichurri.

asado de tira

DULCE DE MEMBRILLO

RENDE 6-8 PORÇÕES

Ingredientes

  • 500 g de marmelo
  • 500 g de açúcar refinado
  • Suco de 1 limão-taiti
  • 15 g de pectina

Modo de preparo

  1. Lave os marmelos, descasque, retire o miolo e corte primeiro em quartos e depois em cubos pequenos. Coloque em uma panela de fundo grosso com 400 g do açúcar e o suco de limão. Misture a pectina com o açúcar restante.
  2. Lave os marmelos para cozinhar em fogo baixo, mexendo frequentemente. Quando a mistura estiver quase líquida, acrescente o açúcar estante com a pectina e deixe no fogo por mais 3 minutos. Coloque a marmelada em uma assadeira baixa ou em fôrmas individuais e deixe descansar, primeiro em temperatura ambiente e depois na geladeira, até solidificar.

dulce de membrillo

Leia também...

Deixe um comentário