SABORES DO MUNDO – PORTUGAL

Com um histórico de grandes navegadores em buscas de terras distantes e culturas diferentes, Portugal possui uma riqueza de sabores que ultrapassam os limites de suas fronteiras.

A gastronomia portuguesa tem aromas importados de regiões longínquas, como por exemplo a Ásia, colônias africanas e o Brasil, e também incorporados da herança dos mouros, que ocuparam o sul de Portugal por um longo período.

Os romanos também tiveram a sua contribuição quando, no século II a.C., junto à abertura dos novos caminhos ao comércio, introduziram na península Ibérica o uso de ingredientes como o trigo, a cebola, o alho e a azeitona. Desta última, os portugueses extraíram o azeite de oliva, uma das bases da cozinha nacional além de ser um orgulho para os lusitanos.

azeite português

O povo judeu também foi um grande influenciador para os progressos culinários de Portugal, transmitiram os segredos do abate de animais por dessangramento e do tratamento das carnes, além do consumo do pão ázimo.

Cada cultura com a qual Portugal teve contato deixou uma herança na sua cozinha, mas a cultura lusitana conservou as próprias receitas quase sem alterações ao longo dos séculos. Fato é que esta gastronomia é pouca habituada às revoluções, e prefere conservar as tradições do que inovar. Mas a variedade de ingredientes e receitas nas quais eles são usados é surpreendente.

A carne de caça é um dos ingredientes mais apreciados pelos portugueses. Perdizes, javalis, cervos, lebre e faisões encontram uma ótimo habitat nas extensas planícies do sul do país. Algumas dessas carnes compõem pratos lendários, como é o caso das alheiras e as carnes de perdiz e faisão temperadas com vinho do Porto, pratos estes que remontam à Idade Média, mas consumidos até hoje.

Portugal tem muitos pratos compostos de carne. Em todo o país criam-se bovinos, ovinos, caprinos e suínos, sendo este último o mais consumido de norte a sul.

alheira

No entanto, o ingrediente que mais representa esta nação é o PEIXE, um dos elementos mais importantes da alimentação portuguesa, isso graças ao seu vasto território banhado pelo oceano Atlântico e pelas águas do mar Mediterrâneo. O bacalhau conquistou seu posto na dieta nacional, geralmente pescado nos mares do norte e conservado em sal, tem no Bacalhau à Brás uma das versões mais conhecidas dos pratos compostos por este peixe. Os frutos do mar são muito apreciados, estão presentes na caldeirada – cozido de moluscos, crustáceos e peixes variados, acompanhado de batata, tomate e cebola.

Apesar de possuir uma área territorial pequena, Portugal se beneficia de uma excelente distribuição geográfica, onde é possível o cultivo de muitas árvores frutíferas, como cerejeiras, amendoeiras, videiras e cedros.

E o que falar da doçaria portuguesa??? Trata-se de uma das confeitarias mais doces e encantadores da Europa. Pasteis de nata com creme de ovos é presença constante nas confeitarias do país, além dos doces de mel e amêndoas.

Portugal é um dos país mais antigos da Europa, possui uma longa história que se funde à de outras nações europeia e de outros continentes. Logo, em sua cozinha, sabores e aromas que trazem lembrança de terras distantes são facilmente encontrados.

azulejo

PATANISCAS DE BACALHAU

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 450 g de bacalhau
  • ½ cebola pequena
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • 175 g de farinha de trigo
  • ½ colher (chá) de bicarbonato de sódio
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 4 ovos
  • 6-8 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • Sal a gosto
  • ¼ de colher (chá) de pimenta-do-reino moída a gosto

Modo de preparo

  1. Deixe o bacalhau de molho por pelo menos 24 horas em bastante água, trocando-a de vez em quando.
  2. Em uma panela, cubra o bacalhau com água fervente e cozinhe-o por 5-8 minutos em fogo baixo. Escorra, retire a pele e os ossos e reserve cerca de 250 ml do líquido do cozimento. Com as mãos, reduza o bacalhau a pequenas lascas. Junte a cebola, o alho e a salsinha picados finamente, a farinha de trigo, o bicarbonato de sódio, sal e pimenta-do-reino a gosto e 1 colher (sopa) de azeite. Misture bem.
  3. Bata os ovos com um pouco do liquido de cozimento reservado e adicione-os aos outros ingredientes, a fim de obter uma massa compacta. Se necessário, acrescente um pouco mais de liquido, misture bem.
  4. Aqueça um pouco de azeite em uma frigideira. Frite duas ou três colheradas de massa de cada vez, apertando-as um pouco para que fiquem chatas e adicionando mais azeite, se necessário. Vire-as até dourarem de ambos os lados.
  5. Escorra sobre papel-toalha para eliminar o excesso de azeite.

pataniscas de bacalhau

CALDO VERDE

RENDE 4-6 PORÇÕES

Ingredientes

  • 200 g de paio
  • 500 g de batatas novas, firmes
  • 1 cebola grande
  • 3 dentes de alho
  • 1,2 litro de caldo de legumes ou galinha
  • 500 g de couve
  • Sal e pimenta-do-reino moída a gosto
  • Azeite de oliva
  • Pão para acompanhar

Modo de preparo

  1. Lave, descasque e corte as batatas em cubos. Descasque e pique finamente a cebola e o alho. Aqueça 2 colheres (sopa) de azeite em uma panela grande e refogue a cebola e o alho em fogo baixo, até que fiquem macios, mas sem dourar. Junte as batatas, mexa por mais 1 minutos e então adicione o caldo de sua preferência. Cozinhe por 20-30 minutos, até que a batata fique macia.
  2. Lave a couve, retire o talo central e corte-a em tiras bem finas. Reserve. Com o auxílio de uma escumadeira, retire as batatas do caldo, transfira para uma tigela e amasse com um garfo ou com um espremedor. Se preferir uma sopa mais lisa, batata com um pouco de caldo no liquidificador. Recoloque-as, amassadas ou batidas, no caldo. Ajuste o sal e tempere com pimenta-do-reino a gosto.
  3. Escalde a linguiça em água fervente por 5 minutos. Retire da água e corte a linguiça em fatias finas. Adicione-as ao caldo junte com a couve e cozinhe em fogo baixo por mais 3-5 minutos. Transfira o caldo para uma sopeira, regue com um bom azeite de oliva e sirva acompanhado de fatias de pão.

caldo verde

POLVO À LAGAREIRO

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 1 polvo limpo (cerca de 1,5 kg)
  • 800 g de batata
  • Sal grosso
  • 1 cebola
  • 2 folhas de louro
  • 6-8 grãos de pimenta-do-reino
  • 3 dentes de alho
  • ½ maço de salsinha
  • 200 ml de azeite de oliva
  • Sal e pimenta-do-reino moída a gosto

Modo de preparo

  1. Lave as batatas sem descascá-las. Cubra o fundo de uma assadeira com uma camada de 1,5 cm de sal grosso e disponha as batatas sobre ele. Asse no forno a 180⁰C por cerca de 45 minutos. Quando amaciarem, retire, deixe esfriar, esfregue com as mãos para eliminar o sal e amasse-as ligeiramente com o punho.
  2. Lave o polvo, coloque-o em uma panela junto com a cebola, as folhas de louro, a pimenta-do-reino em grãos e água suficiente (sem sal) e cozinhe-o em fogo baixo por cerca de 30-40 minutos, até que a carne fique macia mas ainda firme.
  3. Pique finamente o alho e metade da salsinha e misture com o azeite, sal e pimenta-do-reino. Disponha o polvo em uma assadeira junto com as batatas, regue com o azeite temperado e asse por cerca de 20 minutos a 230⁰C, virando as batatas na metade do tempo de forno. Corte o polvo em pedaços, regue com um fio de azeite, salpique o restante da salsinha picada e sirva.

polvo à lagareiro

PASTEL DE NATA

RENDE 12 UNIDADES

Ingredientes

  • 450 g de massa folhada
  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha ou 2 paus de canela
  • 8 gemas
  • 160 g de açúcar
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • Uma pitada de sal
  • Raspas da casca de 1 limão-siciliano
  • Manteiga
  • Açúcar de confeiteiro

Modo de preparo

  1. Coloque o creme de leite em uma panela com a baunilha ou a canela, como preferir. Deixe ferver e apague o fogo. Em uma tigela, bata as gemas com o açúcar, o amido de milho e o sal, junte o creme de leite quente em fio, batendo, e depois as raspas de limão-siciliano. Continue a bater em banho-maria até obter um creme bem espesso.
  2. Unte com manteiga 12 forminhas de alumínio (para empadinha de aproximadamente 6 cm de diâmetro). Abra a massa folhada, corte 12 discos e preencha as forminhas, deixando uma pequena sobre de massa para fora das bordas.
  3. Preaqueça o forno a 210⁰C. preencha as forminhas com o creme e asse por 8-12 minutos. Deixe esfriar em temperatura ambiente, polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva em seguida.

pastéis de nata

Leia também...

Deixe um comentário