SABORES DO MUNDO – FRANÇA

Bom dia leitores!!! Hoje começamos uma nova viagem ao mundo da gastronomia, desta vez conhecendo culturas gastronômicas de outros países. E para a estreia desta nova viagem, vamos para a França.

A França, assim como o Brasil, é um país com múltiplas culturas gastronômicas. Não existe uma única cozinha que caracterize este país, mas sim diversas cozinhas regionais. Isso se dá pelos fato de que a França possui um território muito variado, com encostas do Mediterrâneo, florestas das Ardenas e as elevações dos Pireneus, e a partir daí podemos conhecer os pratos mais famosos deste magnífico país: bouef bourguignon, cassoulet, bouillabaisse, além da maravilhosa confeitaria francesa com seus macarons, petit gâteau e o clássico crepe Suzette.

macarons

A cozinha francesa é grandiosa graças a qualidade dos ingredientes disponíveis em seu território, e também as pesquisas parar a descoberta de novas técnicas de preparo. E isso não é tudo!!! Os franceses valorizam, e muito, a estética do prato, sendo assim, na França um prato é feito para ser comido, mas também para ser olhado. E por causa desta grande importância dada à estética do prato foi que surgiu a conhecida haute cuisine, ou seja, alta cozinha. Trata-se de apresentar o prato com combinações de cores e formas agradáveis, não só ao paladar, mas ao olho também. Tal prática não é atual, pois já nos tempos medievais, na França, o alimento tinha que ter uma apresentação agradável aos olhos, onde os chefs coloriam os pratos com hortaliças ou especiarias, e usavam decorações com folhas de outo e de prata.

banquete medieval

A história da gastronomia francesa, foi marcada por dois momentos que foram de suma importância para a sua evolução: a primeira foi o casamento de Catarina de Médice com o príncipe Henri de Valois, no século XVI, onde foram servidos pratos provenientes da Itália, país de origem da Catarina; o segundo momento ocorreu durante o reinado de Luís XIV, nos séculos XVII e XVIII, o qual dedicou especial atenção à etiqueta à mesa.

Foi com a Revolução Francesa que a corte perde exclusividade no que diz respeito à qualidade dos pratos até então servidos. Neste período foi aberto o primeiro restaurante em Paris, o La Grande Taverne de Londres, sob o comando de Antoine Beauvilliers. Com a queda da realeza, os chefs que só trabalhavam para a nobreza, perderam seus empregos e a forma que acharam para se sustentarem foi abrir outros restaurantes, fazendo com que os centros culinários mudassem das cortes para as ruas.

revolução francesa

Durante muito tempo, a gastronomia francesa foi marcada pelo uso excessivo da manteiga. Em 1970, os críticos Christian Millau e Henri Gault revolucionaram essa cozinha, trazendo o conceito de nouvelle cuisine, que foi uma reação à cozinha tradicional, influenciada por grandes nomes da gastronomia, como o chef Paul Bocuse, e se caracterizou por preparar pratos em pouco tempo, com molhos mais leves e em menores porções, mas com apresentação refinada e decorada. Esse conceito se espelhou por toda a Europa, deixando sua marca de refinamento e sutileza que ainda persiste nos dias de hoje.

nouvelle cuisine

A FRANÇA E SEUS SABORES

A França tem uma geografia privilegiada. É banhada pelas aguas do Atlântico e do Mediterrâneo, cercada pelas cordilheiras dos Alpes e dos Pireneus, com regiões vulcânicas e grandes rios. No nordeste do país, a cozinha sofreu influências belga e germânica, com forte presença do chucrute e a famosa quiche lorraine. Ao sul, peixes frescos de água doce, cogumelos silvestre, queijos, embutidos defumados, omeletes com ervas aromáticas e os irresistíveis fondues. No sudeste, encontramos a Provence, uma das regiões mais famosas da cozinha francesa, oferece uma gastronomia mediterrânea, com uso marcante de azeite de oliva, alho, ervas aromáticas, saladas, hortaliças, tomates, berinjelas, cebolas, alcachofras, ensopados de carne, peixes e frutos do mar.

MINIQUICHE LORRAINE

RENDE 6 UNIDADES

Ingredientes – Massa

  • 250 g de farinha de trigo
  • 125 g de manteiga gelada em pedaços
  • 1 gema de ovo
  • Sal a gosto

Ingredientes – Recheio

  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1 cebola finamente picada
  • 100 g de bacon finamente picado
  • 200 g de queijo gruyère ralado grosseiramente
  • 3 ovos
  • 400 ml de creme de leite fresco
  • Páprica a gosto
  • Sal a gosto
  • Pimenta-do-reino moída a gosto

Modo de preparo – Massa

  1. Faça um monte com a farinha sobre a superfície de trabalho, adicione sal, junte a manteiga cortada em pequenos pedaços e despeje a gema no centro. Acrescente 2 colheres (sopa) de água fria. Trabalhe rapidamente com a ponta dos dedos até obter uma massa sem grumos. Forme uma bola, embrulhe-a em filme de PVC e deixe descansar por cerca de 30 minutos.

Modo de preparo – Recheio

  1. Aqueça a manteiga em uma panela e refogue a cebola. Junte o bacon, continue a fritar por 2 minutos, retire do fogo e deixe esfriar.
  2. Preaqueça o forno a 180⁰ Unte 6 forminhas de metal (com aproximadamente 6 cm de diâmetro) e polvilhe-as com um pouco de farinha, retirando o excesso.
  3. Abra a massa sobre uma superfície enfarinhada e corte 6 círculos. Coloque os círculos de massa nas forminha e ajuste-os pressionando contra as laterais. Divida a mistura de bacon e cebola nas forminhas e cubra com o queijo gruyère ralado.
  4. Bata os ovos com o creme de leite, misturando bem. Tempere com pimenta-do-reino e uma pitada de páprica e despeje essa mistura sobre cada uma das miniqueiches. Leve para assar por 35 a 45 minutos, até que a superfície das torrinhas comece a dourar. Retire das forminhas e sirva.

miniquiche lorraine

BOEUF BOURGUIGNON

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 800 g de alcatra ou coxão mole
  • 2 cenouras
  • 1 alho-poró
  • 2 talos de aipo
  • 2 dentes de alho
  • 4 cebolas roxas pequenas
  • 4 colheres (sopa) de óleo vegetal
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 500 ml de vinho tinto encorpado
  • 500 ml de caldo de carne
  • 2 folhas de louro
  • Sal e pimenta-do-reino moída a gosto

Modo de preparo

  1. Corte a carne em cubo de aproximadamente 2,5 cm. Limpe e descasque as cenouras, o alho-poró e o aipo e corte-os em pedaços pequenos.
  2. Descasque e corte o alho em fatias e as cebolas roxas em quartos. Aqueça o óleo em uma panela de pressão e doure a carne em fogo alto. Tempere com sal e pimenta-do-reino.
  3. Junte as cebolas roxas e o alho e refogue até que fique macios. Acrescente a cenoura, o alho-poró e o aipo e refogue até que estejam bem dourados. Salpique a farinha de trigo e misture muito bem.
  4. Regue com um pouco de vinho tinto e deixe o molho engrossar antes de acrescentar o restante do vinho, o caldo de carne as folhas de louro.
  5. Tampe a panela e aumente o fogo. Assim que levantar pressão, abaixe o fogo e deixe cozinhando por cerca de 20 minutos.
  6. Depois que a panela esfriar, abra a tampe e ajuste o tempero.
  7. DICA: este prato combina muito bem com batatas assadas.

boeuf bourguignon

CREPE SUZETTE

Ingredientes

  • 2 xícaras (chá) farinha de trigo
  • 3 ovos ligeiramente batidos
  • 285 ml de leite
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) rasa de manteiga derretida
  • 2 tangerinas
  • 4 colheres (sopa) rasas de manteiga em temperatura ambiente
  • 2 colheres (sopa) de açúcarr
  • 10 ml de cointreau
  • Cointreau para flambar
  • Sorvete de creme

Modo de preparo

  1. Peneire a farinha com o sal em uma tigela e acrescente, aos poucos, o leite. Acrescente os ovos e a manteiga derretida e misture bem, até obter uma massa homogênea. Deixe descansar por 1 hora em local fresco, coberto com um pano. Após o descanso, faça crepes bem finos em frigideira antiaderente.
  2. Raspe as cascas das tangerinas (sem chegar a parte branca) e esprema uma delas, coando o suco obtido. Misture a manteiga em temperatura ambiente, as raspas, o suco e os 10 ml de cointreau e bata bem com um garfo, até obter um creme homegêneo. Recheie os crepes com o creme de manteiga e dobre em 4.
  3. Coloque, aos poucos, em uma frigideira antiaderente bem quente em fogo alto e, quando estiverem bem aquecidas, comece a flambá-las com o cálice de cointreau. Sirva imediatamente acompanhado de sorvete.

crepe suzette

Leia também...

Deixe um comentário