SABORES DO MUNDO – CHINA

Teoricamente, todo mundo conhece ou já ouviu falar sobre a comida chinesa, mas sua essência é uma verdadeira incógnita. A gastronomia chinesa é uma das mais reproduzidas do planeta, frequentemente preparada em restaurantes improvisados, de baixo custo, com matérias-primas de qualidade inferior. Essa é uma prática que acaba por desvalorizar essa antiga tradição culinária.

No cozinha chinesa é possível notar uma homogeneidade das práticas culinárias. Na China os modos de preparo dos alimentos se mostram muito simples. Mas não significa que nas diferentes regiões deste imenso país encontram-se as mesmas opções de pratos, pelo contrário, existem cozinhas regionais bem diferentes entre si, mas o sistema alimentar a que pertencem é o mesmo.

gastronomia chinesa

A dieta à base de cereais e condimentos representa uma constante nacional. O cereal mais consumido por todo território chinês é o ARROZ, com o qual se preparam pratos e bebidas diversas, como a cerveja, a aguardente e o vinho. Consome-se muita massa deita de arroz ou de trigo, principalmente no norte chinês. Os cereais desempenham um papel muito importante na sabe as culinária, ditam o ritmo das refeições, estando presentes no café da manhã, almoço e jantar.

Entre os condimentos mais comuns, estão alguns derivados da soja, matéria-prima de óleo, leite, farinha e do molho de soja, fermentado ou não, até de ser o principal ingrediente do missô, que confere sabor às sopas. Tem como grande função servir de base para o tofu, um “quase” queijo muito apreciado no país, feito do leite de soja coalhado, da mesma maneira que se faz com o leite de vaca.

tofu

A carne e o peixe estão frequentemente presentes no prato principal à base de arroz. A carne mais consumida é o pato, que deu origem a um famoso prato tradicional, o pato laqueado de Pequim. Dentre os frutos do mar, quem reina é o lagostim, geralmente comido frito. Verduras e cogumelos também são apreciados pelos chineses.

Os pratos de uma refeição típica chinesa deve manter um equilíbrio entre os cinco gostos fundamentais – doce, salgado, amargo, azedo e umami – e respeitar os princípios básicos do yin-yang. Cada prato deve possuir uma estética, que recebe grande atenção. Na China, o alimento constitui uma questão profundamente ligada à cultura, à filosofia e à medicina, cujo principal princípio é o compartilhamento: as mesas na China são redondas para que todos os comensais fique na mesma distância do centro. Cada um se serve à vontade, mas sempre prestando atenção para deixar uma quantidade de comida para os demais.

mesa chinesa

Existem muitos restaurantes na China, que são comandos por chefs chineses ou não. Restaurantes dirigidos por chefs estrangeiros misturam a cozinha de origem com ingredientes asiáticos, e assim, possibilitam a evolução da cultura gastronômica chinesa, atualmente muito mais suscetível ao restante do mundo do que no passado.

Mistificada, deturpada, subvalorizada pelos ocidentais, a culinária chinesa criou um paradoxo, por isso, conhecer suas versão contemporânea é impossível, porém instigante.

dragão chinês

SOPA PICANTE À PEQUIM

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 8 cogumelos shiitake secos
  • 175 g de macarrão oriental de arroz
  • 1 pedaço de gengibre de aproximadamente 4 cm
  • 2 cenouras
  • 1 pimenta dedo-de-moça vermelha
  • 100 g de acelga
  • 350 g de tofu
  • 4 cebolinhas
  • 1 litro de caldo de peixe (ou galinha)
  • 3 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)

Modo de preparo

  1. Coloque os cogumelos secos de molho em água fervente por cerca de 15 minutos. Jogue fora a água, seque os cogumelos e corte em fatias, retirando os cabinhos. Cozinhe o macarrão oriental em água fervente por 5 minutos, escorra e enxágue com água fria.
  2. Rale o gengibre e corte a cenoura em cubinhos de 1 cm. Lave a pimenta, retire as sementes e pique finamente a polpa. Corte a couve em tirinhas e o tofu em cubos de aproximadamente 2 cm. Corte as cebolinhas em rodelas finas na diagonal, reservando um pouco para decorar, a parte branca inclusive.
  3. Leve o caldo à fervura em uma panela bem grande. Acrescente o molho de soja, o gengibre, a cenoura, a pimenta, a acelga, as cebolinhas e os cogumelos. Cozinhe por mais 2-3 minutos. Tempere a gosto com sal e pimenta-do-reino, distribua o macarrão em tigelas e coloque conchas do caldo sobre ele. Enfeite com as cebolinhas e sirva bem quente.

sopa picante à pequim

CHOW MEIN

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 2 peitos de frango desossados (160 g cada um)
  • 400 g de macarrão para yakissoba
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (chá) de gengibre ralado na hora
  • 3-4 colheres (sopa) de molho de soja claro
  • 200 g de ervilha-torta
  • 1 cebola
  • 2 cenouras
  • 200 g de acelga
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pimentão amarelo
  • 1 maço de espinafre
  • 2 colheres (sopa) de óleo de amendoim (ou milho)
  • 40 ml de vinho de arroz ou saquê
  • 1 colher (sopa) de folhas de coentro fresco picado
  • 1-2 colheres (sopa) de molho de peixe (nam pla)
  • Sal

Modo de preparo

  1. Retire a pele dos peitos de frango e corte-os em tiras. Descasque e pique bem o alho, depois misture ao frango com o gengibre e 2-3 colheres (sopa) de molho de soja. Deixe descansar na geladeira por cerca de 30 minutos.
  2. Cozinhe o macarrão al dente em água salgada seguindo as orientações da embalagem, deixe esfriar e escorra. Lave e limpe as ervilhas-tortas. Descasque a cebola e as cenouras. Corte a cebola ao meio e depois em tiras. Corte as cenouras em palitos. Lave e limpe a acelga, depois corte em tiras. Lave os pimentões, retire as sementes e as nervuras brancas e pique a polpa em cubos de aproximadamente 2 cm. Lave o espinafre e sacuda-o para retira o excesso de água.
  3. Aqueça o óleo de amendoim em um wok (ou frigideira funda) e doure o frango, mexendo por cerca de 1 minutos. Acrescente aos poucos as cenouras, a cebola, a acelga, a ervilha-torta e os pimentões e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos. Mexa sem parar e, por fim, adicione o vinho de arroz. Deixe cozinhar por mais 1-2 minutos, até o vinho evaporar um pouco. Junte o macarrão com o espinafre e o coentro picado e tempere com 1 colher (sopa) de molho de soja e molho de peixe.

chow mein

ARROZ À CANTONESA

RENDE 4 PORÇÕES

Ingredientes

  • 300 g de arroz de grão longo
  • 200 g de camarões limpos pequenos
  • 150 g de presunto fatiado
  • 1 dente de alho
  • 1 pedaço de gengibre de 4-5 cm
  • ½ pimentão vermelho
  • 3 cebolinhas
  • 100 g de ervilha congelada
  • 4 ovos
  • Uma pitada de cúrcuma
  • 2-3 colheres (sopa) de óleo de gergelim
  • Sal
  • Pimenta-do-reino moída

Modo de preparo

  1. Cozinhe o arroz em 6 xícaras (chá) de água salgada. Escorra e deixe esfriar. Tempere os camarões com sal e pimenta-do-reino. Corte o presunto em tirinhas de aproximadamente 1 cm de largura por 3 cm de comprimento. Descasque e pique o alho e o gengibre. Lave o pimentão, corte-o ao meio, retire as sementes e as nervuras brancas e corte-o em cubinhos de cerca de 1 cm. Lave e seque a cebolinha e corte-a em rodelinhas finas.
  2. Aqueça o óleo de gergelim em um wok (ou frigideira funda) e refogue o alho e o gengibre em fogo alto por alguns segundos, depois acrescente o camarão e refogue por 2 minutos, unte e toste o arroz, sempre em fogo alto.
  3. Adicione as ervilhas e o pimentão e continue a refogar em fogo alto por 3-4 minutos, mexendo. Bata os ovos com a cúrcuma e junte ao arroz, mexendo. Continue a cozinhar por mais 2-3 minutos, acrescente o presunto cortado e a cebolinha e ajuste o sal e a pimenta-do-reino. Sirva imediatamente.

arroz à cantonesa

BANANA CARAMELADA

RENDE 12 UNIDADES

Ingredientes

  • 3 bananas nanicas maduras e firmes
  • 80 ml de água
  • 200 g de açúcar refinado
  • 1 litro de óleo de soja para fritar

Ingredientes – Massa para empanar

  • 350 ml de água
  • 1 clara de ovo
  • 300 g de farinha de trigo
  • 10 g de fermento em pó
  • 15 g de amido de milho
  • 15 ml de óleo de soja
  • Uma pitada de sal

Modo de preparo

  1. Num recipiente fundo, bata a farinha com a água, a clara do ovo, o sal e o amido até a massa ficar bem macia e homogênea. Adicione o óleo de soja e continuar batendo. Adicionar o fermento apenas na hora de utilizar a massa.
  2. Aqueça o óleo para fritura numa temperatura média. Corte as bananas em 4 ou 5 pedaços e mergulhe rapidamente cada pedaço na massa. Escorra o excesso de massa certificando-se de que cada pedaço esteja completamente envolvido pela massa. Frite os pedaços um a um até a massa crescer.

 Modo de preparo – Caramelo

  1. Derreta o açúcar com a água até a mistura ficar dourada. Abaixe o fogo e mexa até a calda ficar em ponto de caramelo. Coloque os pedaços de banana empanados no caramelo quente misturando rapidamente para cobri-los totalmente. Deposite os pedaços bem separados numa travessa untada com óleo para que não grudem.
  2. Espere o caramelo endurecer e serva.

banana caramelada

Leia também...

Deixe um comentário