Respeite a dor que você sente

Em uma era onde o sentir é complicado e termos como:

“Good Vibes”,  “Positividade”  e “Tudo vem para o melhor”

 domina cada esquina – e cada post da internet – sentir uma dor é quase um pecado divino sem direito a redenção.

Não podemos simplesmente xingar algo e mandar para aquele lugar por estar nos causando mal. Temos que virar, revirar, analisar e arrancar qualquer coisa boa que aquilo possa trazer.

O problema é que as vezes nada de bom pode sair de algo ruim.

Antes de ser crucificada por isso eu explico: Se tem alguém que defende diariamente a tese de que nada é por acaso e tudo que acontece aqui tem um propósito mais para frente, essa pessoa sou eu. A famosa fé inabalável, e muitas vezes as pessoas não imaginam que essa fé pode ser abalada sim, de tantas maneiras que nem a minha psicóloga as conhece totalmente.

Somos como labirintos complicados de emoções que precisam de muito cuidado para não explodirem e nos levarem ao caos, e as vezes, na maioria delas, é mais fácil fingir que não vimos o que vimos ou sentimos o que sentimos. Foi o que eu disse no post anterior: Desembrulhe seus Sentimentos

Mas também como eu citei, onde isso nos levará? Quer dizer nada fica debaixo do tapete ou atrás das paredes das nossas mentes para sempre, seja através de uma atitude, palavra, sentimento ou explosão, isso vai vir a tona.

Então é o momento de saber se não é melhor apenas encarar isso agora do que esperar para encarar depois.

Se eu encarar vai doer menos?

Não digo aqui que encarar vai fazer doer menos, sinceramente, pode fazer doer muito mais, pelo menos por um tempo; também não significa que curtir a fossa não vai te impedir nunca mais de sofrer pela situação. Nada é milagroso, não cem por cento… Mas entre todas as possibilidades aceitar e respeitar o sentimento ruim que você sente pode ser a melhor delas.

Se você não entende como isso pode ser melhor, eu te dou alguns exemplos:

-Você vai parar de se enganar fingindo não sentir algo que sente.

-Vai parar de sentir que está se sabotando e sabotando sua felicidade toda vez que seus pensamentos insistentemente voltarem para esse assunto

-Você vai parar de usar a tese do “lembrar para esquecer” e simplesmente vai lembrar, respeitar e desviar seu foco para outras coisas muito mais interessantes ou importantes na sua vidinha do momento.

Respeitar o que se sente nem sempre é óbvio ou fácil…

Quase nunca é na verdade.

Porque significa entender seus piores sentimentos, desejos, emoções… Significa literalmente ir aos confins da sua mente e explanar tudo, sem qualquer intenção de tirar, apenas compreender. E sinceramente é horrível a não ser que sua vida seja muito perfeita, mas tem muitas vantagens por trás disso. Nem tudo de ruim pode te trazer algo bom, mas tudo de bom tem um lado ruim, é importante entender os dois.

Leia também...

Deixe um comentário