Rei Momo e Cardamomo: uma rima tão ruim pra uma especiaria tão boa!

A gastronomia e a mixologia são cheias de cores e sabores. Eu diria que são um brinde organoléptico aos nossos sentidos. Creio que boa parte da paixão daqueles que se conectam com os prazeres de comer e beber bem está depositado no fato de que existe um sem número de ingredientes a serem utilizados e dependendo da técnica utilizada e da harmonização, maneiras completamente diferentes de explorar aquele ingrediente.Rei Momo e Cardamomo: uma rima tão ruim pra uma especiaria tão boa!

Dito isto, eu ME convidei para participar de um post conjunto e complementar, a talentosíssima Karen, que atualmente assina a coluna de gastronomia do AE, para fazermos uma enquete sobre quais sabores explorar em receitas e falar um pouco mais.

Faremos algumas edições dessa casadinha que tem tudo pra dar bem certo. Primeiro porque especiaria é o que não falta. É sabor pra dar e vender. Segundo que as possibilidades são infindáveis e terceiro porque as receitas da Karenina são muito boas. E eu quero fazer várias delas.

Calma, já vou revelar a especiaria. Não fiquem ansiosos.

A disputa na internet foi entre o gengibre e o cardamomo. O Gengibre, sempre muito querido, refrescante, picante, termogênico, glorioso. Sim! Eu adoro gengibre! 

Ele não sai de moda, tem sempre espaço pra ele na mixologia. Como xarope, refrigerante, suco, espuma, conserva, fresco… São tantos os modos que as vezes deixamos de explorar novas fronteiras.

Daí toda a minha felicidade quando o cardamomo venceu a batalha. Mas nem tão grande assim foi a surpresa, porque sei que o cardamomo é ainda pouco explorado na nossa cultura gastro etílica. E na era do Gin, em que os botânicos e especiarias estão ganhando cada dia mais atenção e principalmente ABERTURA, é o momento perfeito para explorarmos mais os sabores desconhecidos. Faltava a famosa CHANCE. Pois cá está ela.

Pra começar, os dois ingredientes em questão nem são tão diferentes assim. São parentes, primos, tudo da mesma família. A família chamada zingiberácea. Dessa informação podemos entender o que podemos esperar de características do primo cardamomo.

Além de aroma e sabores específicos, temos refrescância de um mentolado suave, sua picância, refrescância. Tudo isso para harmonizar em receitas  que levam destilados envelhecidos ou sem envelhecimento. Claro que com vodkas, gins, cachaça branca, rum branco e tequila branca, o cardamomo se revela mais floral e brilhante. Inclusive nos gins, alguns até levam em suas receitas o cardamomo como ingrediente.

Com os amadeirados, as nuances picantes e refrescantes criam um contraponto aos sabores mais fechados e intensos dos destilados envelhecidos, completando os sabores de especiarias que costumam acompanhá-los.

De sabor bastante intenso, – tanto que era utilizado pelos egípcios antigos para higienizar os dentes e melhorar o hálito – a escolha foi de transformar em xarope para utilizarmos em duas receitas: uma com vodka e outra um Punch para servir em festas e reuniões de amigos (quando o isolamento social terminar, por favor).

Pode usar em lives de música sertaneja também. Se já vai sofrer com a música, não precisa sofrer fazendo as bebidas, não é mesmo?

Xarope de Cardamomo: 

Juntar um litro de água gelada ou temperatura meio ambiente, com uma xícara de café de bagas de cardamomo. O sabor real está dentro da casquinha que parece uma palha, em pequenas sementinhas pretas. Porém, para fazer o xarope não se faz necessária a retirada da casca para fazer o xarope.

Para acelerar essa infusão, a água pode estar quente, como para fazer um chá. Mas se fizer “frio”, colocando a água com o cardamomo em uma jarra tampada e deixar por uma semana na geladeira, o sabor fica mais apurado e adocicado. Se tiver com tempo, faça o teste.

De qualquer forma, após saborizar a água com o cardamomo, basta juntar 1Kg de açúcar refinado e bater no liquidificador ou mexer com colher até dissolver. Se levar ao fogo para ajudar a dissolver, CUIDADO! Aquecendo demais a mistura, você corre o risco de queimar o açúcar e amargar os cocktails que fará com ele. Também não deixe ferver durante muito tempo, ou seu xarope se transforma em uma calda e fica mais difícil de utilizar no cocktail, além de modificar a proporção de açúcar/água de cardamomo no xarope. 

Este Xarope vamos utilizar para os nossos cocktails e ANA irá utilizar no preparo da receita dela no gastronomia. Vamos às receitas!

#Epice Dry

  • 50 ml de Vodka Ciroc
  • 3 Cravos da índia
  • 1 “moeda” de gengibre
  • 6 Uvas verdes
  • 20 ml de Limão Siciliano
  • 2 colheres de chá de iogurte grego tradicional
  • 30 ml de Xarope de Cardamomo

MODO DE PREPARO: em uma coqueteleira, pote ou jarro de vidro, macere as uvas, cravos e gengibre com ajuda de colher de pau ou macerador de frutas, daqueles que vem no kit para fazer caipirinha. Adicione a vodka, o xarope, o sumo do limão siciliano e o iogurte. Adicione MUITO gelo e bata vigorosamente.

Com a ajuda de uma peneira, passe o conteúdo para uma taça de vinho tinto bojuda ou copo alto bem bonito que você tenha em casa com bastante gelo novo. Decore com uvas e Fatias de Siciliano.

#Aroma Punch

  • 350 ml de Vodka Ketel One
  • 350 ml de Vinho Rosé
  • 50 ml de Xarope de Cardamomo
  • 1 Pêssego cortado em quatro pedaços
  • 4 Fatias de Maçãs Verdes
  • 5 Fatias de Limão Tahiti
  • Ramos de Alecrim
  • 3 paus de canela
  • 200 ml de Água com Gás (de preferência Club Soda)
  • Essência de Avelã (colocar em um borrifador)

MODO DE PREPARO: em uma jarra grande cheia de gelo, juntar os ingredientes e as fatias. Mexer bem e servir em taças de espumante decoradas com pedaços das frutas e borrifadas com o aroma de avelãs. 

Aproveitem muito e fiquem ligados que logo vem a receita da Karen com o Xarope de Cardamomo. Saúde!

Leia também...

2 comentários

Um Ingrediente, duas receitas: cardamomo - Arquitetando Estilos 16 de abril de 2020 - 08:23

[…] Gastronomia Líquida Receitas Todos Gastronomia Líquida […]

Responder
Cumaru, a baunilha brasileira - Arquitetando Estilos 29 de maio de 2020 - 14:19

[…] Gastronomia Líquida […]

Responder

Deixe um comentário