Problemas urinários em felinos

Hoje vamos falar sobre gatos, e focar em seus problemas urinários, quem tem gato vai entender bem do que estou falando! Pois bem, vamos lá!

Os felinos são animais com hábitos bem peculiares, são sistemáticos, e se não for do jeitinho deles não há conversa.

  • Gostam de beber água sempre limpa e corrente;
  • Não gostam de fazer suas necessidades em caixas de areia onde há muitos outros gatos usufruindo-as;
  • Não gostam de comer em potes pequenos, pois os bigodes acabam encostando no pote e acaba incomodando;
  • Gostam de alimentos sempre frescos, se passar algumas horas no pote, já não é mais tão saboroso assim!
  • E comer patê ou sachê gelado, alguns nem se quer chegam perto, mas se dar uma esquentadinha, daí sim quem sabe eles queiram…

Pois é, quem nunca imaginou que gatos são assim, só tendo um para realmente ver. Mas mesmo assim eles são lindos, acham graça em coisas bobas como caixas de papelão, papel (principalmente o papel higiênico do banheiro!) e aquele brinquedo que custou caro no pet shop eles nem dão bola.

A doença do trato urinário inferior felino é o problema que mais acomete gatos nas clínicas veterinárias.

A doença se caracteriza por distúrbios, como sangramento urinário, dificuldade para urinar, urinar várias vezes em muitos locais diferentes dos habituais, ou até mesmo não urinar por uma obstrução.

A maior parte dos felinos que apresentam estes problemas não possuem uma causa especifica, em segundo é causada por cálculos urinários, em terceiro por defeitos anatômicos do aparelho genital, e a menor ocorrência é devido infecções bacterianas.

Estudos demonstram que uma das hipóteses para todos esses problemas são os estímulos estressantes que estes animais vão sofrendo ao longo de suas vidas, levando a diminuição da produção de glicosaminoglicanas (componentes celulares presentes nos tecidos) aumentando a permeabilidade da via urinária, gerando irritação da parede da bexiga, muito semelhante em nós. Esta irritação gera descamações, sangramentos levando aos sinais já descritos acima. Este é um problema que não pode passar despercebido pelo proprietário, pois se não tratado pode gerar muitos outros problemas e até mesmo levar a morte do paciente felino.

Para minimizar o estresse, hoje temos muitas opções para enriquecimento ambiental:

003

Oferecer alimentos sempre frescos, água corrente em potes grandes ou até mesmo fontes, e se tiver mais felinos juntos, o interessante é ter várias fontes de água espalhadas pela casa.

004

 É muito importante a interação do dono com seu animal, dar carinho, brincar, oferecer brinquedos recreativos, oferecer brinquedos que podem ser colocados a ração dentro e o animal ficar por horas brincando, dar momentos de lazer.

005

 Duas caixas de areia para cada gato, e se possível, deixa-las em um local de fácil acesso e longe de barulhos,

 Manter sempre a caixa limpa, trocando a areia a cada 3 dias e retirando as fezes sempre que as tiver. Percebemos que em locais onde tem muitos gatos juntos os problemas são mais recorrentes, pois a disputa territorial e por alimento geram estresse.

usar-a-caixa-de-areia

A mudança no manejo dos felinos ajuda muito a evitar estes problemas, procure pratica-los em casa, um gato feliz é um gato com menos chances de ter problemas urinários!

Até mais!

Leia também...

Deixe um comentário