Principais doenças orais em gatos

Os problemas orais em pets são uma queixa frequente dos tutores, observamos que os assuntos mais abordados frente a esses problemas são voltados para os cães, mas devemos ressaltar que os felinos também possuem enfermidades orais bem importantes e, algumas vezes, negligenciadas.

Em um post anterior, envolvendo a saúde oral, o Dr. Rafael Mantovani descreve que, assim como nós humanos, os animais também podem sofrer ou possuírem doenças na cavidade oral.

E como convidada do AE deste mês venho abordar as principais doenças orais de felinos.

Os felinos possuem 2 doenças que ocorrem com bastante frequência e, muitas vezes, são diagnosticadas erroneamente. São elas: GENGIVO-ESTOMATITE CRÔNICA FELINA e REABSORÇÃO DENTÁRIA FELINA.

Gengivo-Estomatite Crônica Felina

Ocorre devido a um processo inflamatório severo gengival e não gengival, podendo ser ulcerada e/ou proliferativa.

A causa ainda é desconhecida, porém alguns autores relatam que há associação com doenças virais como:

Calicivírus, vírus da imunodeficiência felina (FIV) e da leucemia viral felina (FELV). Mas lembre-se, o felino pode ter o complexo mesmo sendo negativo para essas doenças.

Todos os animais podem apresentar uma inflamação gengival decorrente de uma doença periodontal, entretanto alguns felinos podem apresentar uma exacerbada reação inflamatória com uma mínima presença de placa bacteriana (aquelas manchinhas amareladas).

São lesões simétricas, que levam à inflamação da gengiva e mucosas, podendo acarretar toda a cavidade oral. Não há predileção por gênero, idade ou raça. Porém, a idade média dos animais acometidos é 7 anos, mas muitos estudos relatam que é uma doença relacionada com a imunidade do animal.

Os sinais clínicos mais observados são:

Halitose; salivação; sangramento oral; diminuição ou falta de apetite; perda de peso e alteração de comportamento. É uma doença que causa uma DOR INTENSA.

O tratamento é extração parcial, ou total, dos dentes acometidos na região inflamada‼

Reabsorção Dentária Felina

É uma lesão de causa desconhecida, onde ocorre uma desmineralização e inflamação do dente. E quando atinge a polpa (parte viva do dente) causa MUITA DOR na cavidade oral. Acomete animais mais velhos, e de raças puras (Maine Coon, por exemplo). Não há predileção entre sexo.

Alguns autores acreditam que ela ocorre por conta da acidez da ração, estresse da mastigação, excesso de vitamina D, deficiência de cálcio na dieta, traumas, e agentes infecciosos como: Calicivírus, vírus da imunodeficiência (FIV) e da leucemia felina (FELV).

Os sinais clínicos são:

Inflamação e/ou hiperplasia da gengiva ao redor do dente acometido; salivação excessiva; dificuldade para apreender/mastigar os alimentos; diminuição ou falta de apetite; lesões nos dentes parecidas com cáries; perda dos dentes sem causa aparente. Também é uma doença que causa muita dor na cavidade oral.

O tratamento ainda é, infelizmente, a extração dos dentes. Porém, não quer dizer que outros dentes não possam ser acometidos.

Estudos mostram que aproximadamente 60% dos gatos terão ao menos um dente acometido ao longo da vida, e que quanto mais velhos os animais, maiores as chances de desenvolvera a doença. Depois da doença periodontal, essa é a afecção mais comum na cavidade oral dos felinos domésticos

Prevenção

Para ambas as doenças, devemos ficar atentos a ESCOVAÇÂO DIÁRIA da cavidade oral. 

Procure sempre um médico veterinário especializado, pois ambas as doenças causam muita dor no animal. É como se estivéssemos com uma afta na boca ou uma cárie no dente.

Aah, e lembrem-se:

A SAÚDE COMEÇA PELA BOCA.

Leia também...

Deixe um comentário