Hoje vou falar sobre uma palavrinha simples e ao mesmo tempo tão difícil, ela serve para futuro, maternidade/ paternidade, amores, profissão, enfim, para a vida… seu significado é muito conhecido então sequer recorri ao dicionário para explica-la… chama-se Expectativa!

Muito se fala sobre “não criar expectativas” e talvez eu devesse, porque seria uma enorme ajuda pra você, dizer como é possível não cria-las, mas o problema é que eu não sei.

Não criar expectativas é muito difícil porque elas fazem parte do nosso repertório mental e verbal, fazem parte do nosso planejamento diário e da nossa organização mental, ou seja é necessário e que as tenhamos para viver.

Mas, não é sobre quando planejo pegar a avenida Brasil no meu trajeto e simplesmente não posso acessa-la o medo de ter as expectativas frustradas. Nestas situações primárias costumamos ser resilientes e lidar bem.

O nosso problema é em relação a planos mais importantes e sonhos, e então o que realmente importa na frustração das expectativas é a constatação de que nós não temos controle sobre nada.

É lógico que quando eu sonho que algo aconteça e não realizo existe a frustração, mas pense que ninguém aconselha a parar de sonhar, isto porque frustrar a expectativa é um plus no sofrimento e que acontece em decorrência de algo ter saído do nosso controle… ou seja, Pimba, este sofrimento específico se dá porque não temos controle sobre tudo, só que na realidade bem de verdade nós não temos controle sobre nada…

Quer dizer então que a frase de efeito que fala sobre não criarmos expectativa deveria nos ajudar a reconhecer a nossa falta de controle e é possível fazer isto refletindo, reconhecendo, demonstrando para os pensamentos isto a todo tempo, meditando, e finalmente conseguindo praticar o mantra que é  também famoso “Aceito. Entrego. Confio. Agradeço.”

Leia também...

Deixe um comentário