Vício sexual: destruindo lares

Quando falamos em desejo sexual, é mais comum associarmos à ausência ou diminuição dele. Existe um outro lado “da moeda”: o desejo exacerbado ou vício sexual.

O desejo sexual exacerbado, pode provocar um vício em sexo, e como todo vício, pode prejudicar muito a vida da pessoa e do casal.

O viciado em sexo terá uma desestrutura em sua vida profissional, familiar e em seus relacionamentos, trazendo um sofrimento ao ponto da pessoa ter perdas significativas em sua vida.

A proporção de viciados em sexo é muito maior com o sexo masculino, e por conta disso, muitos associam este impulso sexual à masculinidade, como sendo natural, mas não é, pois o vício pode fazer com que a pessoa se comporte contra os seus princípios, não querendo para si a consequência de seus atos, como por exemplo a traição.

Uma pessoa que é viciada em sexo e possui um relacionamento afetivo, não irá se satisfazer com a frequência sexual com o (a) parceiro (a), podendo perder o controle sobre seus desejos, buscando novas oportunidades para aumentar esta frequência sexual, a infidelidade conjugal. E as consequências da traição podem ser destruidoras de um relacionamento.

Mesmo não ocorrendo a traição, sempre haverá conflito na vida do casal com relação à frequência que ocorre o sexo, desgastando o relacionamento, pois as brigas ficarão cada vez mais frequentes.

Vale ressaltar que quando falo em casal, os desejos sexuais terão naturalmente intensidades diferentes, isto sim é normal, ou seja, terá uma desigualdade de desejo sexual. O casal precisa entender que cada um é diferente do outro, e que nem sempre os dois estarão sempre com vontade ao mesmo tempo. Esta é uma questão de conhecer e compreender a si, o outro e a situação.

O vício não é apenas essa desigualdade, é muito mais intenso, associando à impulsividade e a compulsão.

Os excessos sexuais precisam ser identificados e tratados com psicoterapia e em alguns casos com medicamento.

O tratamento auxilia tanto o casal como a pessoa com este vício a lidar melhor com as suas vontades excessivas, buscando um autoconhecimento e autocontrole para uma melhor qualidade de vida e no relacionamento.

O vício é prejudicial, por isto é muito importante não o ignorar e enxergar como algo “normal”. Busque conversar com um profissional especializado para entender a natureza contextual do desejo e da excitação, e identificar se há ou não um vício. Para isto, o sexólogo pode ajudar a identificar e a propor tratamentos para harmonizar a sexualidade e a vida sexual.

Viver bem e saudável também é ter uma vida sexual satisfatória. Se questione quanto a isto, e caso haja insatisfação, procure um sexólogo para te ajudar.

Um abraço,

Adriana Visioli

Leia também...

Deixe um comentário

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.