O que você fez de diferente hoje?

Oi oi AEs, se vocês acompanharam o instagram do Arquitetando Estilos essa semana, viram que eu fiz uma mudança mais  ou menos radical no meu cabelo ontem…

E lancei uma enquete instantaneamente para perguntar o nível de coragem dos nossos leitores para experimentar coisas novas. Eu li um dia que os níveis de coragem variam entre experimentar uma pasta de dente nova ou nadar com tubarões… Como não sou nem um pouco fã de tubarões e gosto da minha pasta de dente, resolvi mudar meu cabelo.

Minha mãe surgiu com a ideia de me inscrever para uma seleção de modelos de cabelo, foram duas seleções, na primeira eu não fui escolhida, na segunda sim… O que foi essa seleção e o que fizeram no meu cabelo? Uma seleção para um curso de cabeleireiros cujo meu cabelo foi usado para o moreno iluminado. E eu admito que tomei um susto quando vi o resultado.

Não esperava que fosse ficar tão loiro, nem imaginava que meu cabelo estava tão cumprido – quem tem cabelo ondulado/cacheado sabe que ele é fácil de enganar quando as ondas se formam, enfim, foi um duplo choque, eu gostei menos por causa disso? Eu A M E I!

E observem: eu não queria ficar loira, e nem tinha pretensão de fazer algo no meu cabelo antes de voltar para Maringá, onde estudo. A oportunidade simplesmente bateu a minha porta e eu abri, como diz a música, e agora eu completo que estou muito feliz de ter aberto.

Isso mudou algo em mim como pessoa? Não, mas me trouxe muita energia nova para ver as coisas diferentes… Fazer as coisas diferentes. Sim, é só cabelo, mas é um cabelo que mostrou uma versão minha que eu não sabia que existia, e essa versão tem várias ideias em mente que a minha antiga versão morena já tinha desistido ou só esquecido.

Mudar algo externamente em você te dá ânimo para mudar as coisas internamente ou na sua vida como um todo. Não foi a primeira, nem será a última vez que fiz/farei algo assim. Com quatorze anos cortei meu cabelo nos ombros para iniciar em uma escola nova… Agora eu descolori, quem sabe se daqui dois anos eu não deixo ele rosa? Nunca se sabe…

E você? O que sempre quis mudar na sua aparência e ainda não fez por medo? Vou mudar a pergunta, o que sempre quis fazer e nunca fez por medo? Trocar a marca da pasta de dente? Pular de paraquedas? Fazer luzes? Fazer sua primeira tatuagem? Nadar com tubarões?

Se permita fazer, ou ao menos começar a cogitar a ideia. Sabe a minha primeira tatuagem? Ela surgiu de um sorteio que eu ganhei, logo eu que só pensava em fazer uma daqui cinco anos, estava dentro de duas semanas com a minha primeira frase na nuca – a primeira de muitas.

Você não precisa mudar o mundo hoje, ou todos os seus hábitos porque se sente infeliz, mas pode procurar fazer alguma coisa nova para mudar isso…  “Não quero fazer nada desse tipo!” Então muda o caminho que você faz para o emprego, pra faculdade… Muda o tipo de storie que você posta que seja… Se desafie nisso uma vez por semana e quando vê você será uma nova pessoa, talvez não necessariamente externo, mas internamente.

 

Leia também...

Deixe um comentário