O amor em forma de: suculentas.

E hoje vamos deeee: inspirações para seu jardinzinho de suculentas. Preparem os corações que o post de hoje é puro amor em forma de plantinhas! (Vou falar que sofri pra selecionar as fotos, porque é muita coisa linda minha gente!)

01

Acha lindo, tem visto nas redes sociais, mas não faz ideia de como manter uma na sua casa? Entre uma inspiração e outra vou dar dicas rápidas para os leigos que tem interesse em começar esse cultivo apaixonante e super fácil – pois as suculentas são originárias de lugares secos e desérticos, armazenam água em grandes quantidades (nas raízes, no talo ou nas folhas) não exigindo assim, sua dedicação em tempo integral.

02

03

  • Você sabia que todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é cacto? E que nem tudo que têm espinhos são cactos? A principal diferença entre suculentas e cactos é que os cactos possuem aréolas – pequenos círculos salientes de onde nascem espinhos e flores.
  • Os cactos são uma das espécies preferidas de quem gosta de cultivar versões miniatura para decorar ambientes. Não possuem folhas, e somente algumas dão flores quando adultos, geralmente uma vez por ano, na mesma época.

04

  • As suculentas podem ficar dias sem receber água. Por este motivo, são ótimas para se ter em casa, mesmo por quem ainda não adquiriu o hábito de cuidar de plantas ou passa muito tempo fora.
  • Gostam de sol e ambientes secos. O ideal é que as plantas fiquem pelo menos 3 horas expostas ao sol, preferencialmente pela manhã.

05

06

  • A melhor opção é que fiquem fora de casa, em varandas e sacadas. Devem ser levadas para sombra principalmente à tarde, quando o sol é mais forte e pode queimar as folhas.
  • Folhas enrugadas e murchas significam falta de água. Já se as folhas da base começarem a ficar moles e translúcidas como gelatina, é excesso.

07

08

09

  • Uma dica para garantir a saúde da planta é rodear o vazo de pedras, que ajudam na drenagem da água, evitam o acúmulo que é prejudicial às raízes e causam apodrecimento.
  • Outra facilidade no cuidado dessas espécies é que elas não precisam ser podadas. As suculentas, por exemplo, têm porte pequeno e normalmente são rasteiras. E apesar de os cactos crescerem mais, dificilmente terão de ser cortados.

Processed with VSCOcam with c1 preset

1666

adasdasdad

  • Terrários: é provável que você já tenha visto um terrário mesmo sem conhecer o nome. Também chamado de micro-jardim ou floresta encapsulada, o terrário é um ecossistema em miniatura mantido dentro de um recipiente de vidro. São perfeitos para pequenos espaços como apartamentos ou escritórios e dão vida ao ambiente. Além disso, são lindos, práticos, fáceis de cuidar e podem durar anos.

10

11

  • Para dar certo as plantas escolhidas precisam ter necessidades semelhantes. Ou seja, não é indicado misturar espécies de suculentas, que não necessitam de muita irrigação, com outras que gostam de água.

12

  • Nunca deixe seu terrário diretamente no sol, ele poderá virar uma estufa matando suas plantas de calor.

3c00cc53fbbeb422a45da1f8b22c6fcb

Leia também...

1 comentário

Avatar
Thais 30 de outubro de 2019 - 13:59

Sou simplismente apaixonada por suculentes, cultivo há dois anos… são minhas fontes de inspiração!

Responder

Deixe um comentário