Como chegar a Pelve Neutra (Lordose neutra) para realizar os exercícios

Você sabe da importância em manter a Lordose Neutra (pelve neutra), durante os exercícios?

Nossa coluna é composta em sua conformação, pelos corpos vertebrais, que vão se dispondo em curvas consideradas anatômicas naturais.

lordose lombar

https://renekusabara.com.br/retificacao-da-coluna-quando-e-grave/

Temos a Lordose cervical (curva convexa), que desce fazendo uma curvatura côncava, formando a cifose torácica, e em seguida culmina na Lordose lombar.

Por sermos seres bípedes, nossa coluna sofre ação da gravidade sob suas vértebras o tempo todo. E para que essa pressão da gravidade, não aconteça diretamente sobre os corpos vertebrais, a coluna apresenta estas curvas, que são essenciais para absorver ao máximo o impacto sobre as vértebras, funcionando como uma mola amortecedora.

Além disso, essa conformação facilita e melhora a mobilidade da nossa coluna, nos dando possibilidades de movimento em vários planos e eixos!

Sabendo da importância que essas curvas têm em nossas vidas, devemos preservá-las durante a execução dos exercícios físicos. E se por alguma alteração postural, essas curvas se perderem, também devemos buscar o devido tratamento para recuperar a neutralidade o quanto antes, e evitar desgastes articulares.

Umas das curvas que mais se perdem durante o exercício, devido sua grande capacidade de movimento, é a curva lombar (Lordose lombar).

Mas afinal, como sei qual seria o posicionamento correto de uma Lordose Neutra?

Vou ensinar aqui duas dicas simples, que vão facilitar o entendimento do seu aluno/paciente para se chegar a Lordose Neutra, corretamente, evitando que ela fique muito retificada (perdendo totalmente a Lordose) ou muito acentuada (em hiperlordose).

Primeiro ensine seu paciente/aluno, a realizar uma lordose exagerada, ou seja, aumentar a curva lordótica o máximo possível para sua amplitude, e depois a fazer o inverso, deixar a curva mais reta possível. E então, peça para que ele pare em um “meio termo” entre estes dois extremos ensinados anteriormente. E essa será a posição correta para ele executar o exercício.

Outra dica importante, é alinhar os pontos ósseos da nossa pelve!

Crista ilíaca antero-superior direita e esquerda, com o ápice do osso púbis, formando um triângulo entre estes pontos, e mantendo este alinhamento em todo o movimento! Assim, os pacientes/alunos se condicionam a manter essa conexão sempre em alinhamento.

Lembrando sempre, que devemos preservar essa curva Neutra (Lordose neutra), durante todo o exercício que for executar, seja um agachamento, uma elevação de quadril, ou qualquer outro exercício!

Leia também...

Deixe um comentário