Liberdade, surpresa e diferença

Antes de escrever sobre os eventos culturais, e restaurantes bacanas de Curitiba, bem como seus lugares escondidos, gostaria de fazer uma homenagem ao ataque que ocorreu em Orlando, no domingo passado:

A vontade é de ficar em silêncio até passar. Mas não passa. O massacre de Orlando, aconteceu e nada o apagará da memória do tempo.

Meu primeiro texto para a Revista AE falei um pouco sobre o escritor Oscar Wild. Era sobre uma peça em cartaz em Curitiba. No texto, falei que ele foi preso por escrever um livro entitulado “O Retrato de Dorian Gray” – dizia-se que o conteúdo violava as leis que protegiam a moralidade pública, na Inglaterra do século XIX.

Tendo em vista, e em memória, os horrores cometidos em Orlando na madrugada de domingo, gostaria de citá-lo. No livro de Wild, em certo momento, Lorde Berry diz para Dorian Gray:

…não se iluda. A vida não é governada pela vontade ou pela intenção. A vida é uma questão de nervos, fibras e células que crescem lentamente e nas quais o pensamento se esconde e a paixão sonha.”

Ainda é necessária a discussão das diferenças. Não se escolhe quem se ama. Afinal, somos todos humanos.

Cinema

Eu assisti a 2 filmes no 5° Olhar de Cinema que aconteceu em Curitiba. E nesses 2 filmes se entende a grandeza dos festivais e da arte cinematográfica. No primeiro, “Operação Avalanche”, o filme se passa em plena corrida espacial entre Estados Unidos e Rússia. Quem pisaria primeiro na Lua? Um mundo tecnológico e sonhador. No outro filme “Geographies”, produção libanesa que tem como tema um exílio solitário e uma peregrinação. O longa passa por cidades como Cairo e Beirute. Um cenário destruído e triste. E é a partir destas possibilidades e diferenças que o cinema tem a oferecer, que recomendo o

12° Semana da Europa – Festival de Cinema Europeu

para este final de semana. O Festival escolheu para este ano o tema “convivências”. Nada mais urgente neste tempo de intolerância. Diz o guia “o Festival se propõe como um momento para propor a paz e integração em prol do bem comum”. Desde o dia 14 em Curitiba, os filmes serão exibidos até o dia 19 – então corre! Todos os longos passarão na Cinemateca, e terá produções austríacas, francesas, húngaras e outros tantos países europeus.

Cinemateca – Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco

Museu

Amo ser surpreendido, pela arte principalmente. Na semana passada sai da minha aula mais cedo. Com esse tempo livre resolvi dar uma passadinha no MON – Museu Oscar Niemeyer. Comecei me surpreendendo: toda a quarta a entrada é franca. E toda a primeira quinta-feira do mês também. Não deixando de me surpreender, ao entrar, a exposição

Centenário de João Vilanova Artigas

é incrível. Eu amei muito. Para quem não sabe, eu também não sabia até então, João Vilanovas Artigas foi um arquiteto curitibano – e que arquiteto. Vale a ida ao MON. E não só por essa exposição, mas por tantas outras. Esta vai até o dia 19 – então corre!

Outra exposição “Moderna Para Sempre”, também no MON, é de fotografias das décadas de 40, 50, 60 e 70 – todos de autoria de mestres do estilo no Brasil. Maravilhosa porém terminando, até o dia 24 – corre corre!

Para finalizar os motivos para você ir ao Museu, termino dizendo da exposição “Obras sob guarda do MON”. Nela você encontra obras apreendidas pela Operação Lava Jato. E sabe o que eu mais gostei de fazer? Imaginar aonde estavam aquelas obras, em qual ambiente, adquiridas sob quais circunstâncias e por fim, se elas tivessem ouvido, quantas historias elas não teriam? Corre porque essa exposição também vai até o dia 24.

Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico

Curitiba

O frio está forte aqui na nossa capital. Porém, eu sinto informar, o inverno ainda não chegou. Toda essa onda de frio que passamos, na verdade, ainda é outono. O inverno chega no dia 20 de junho as 19h e 34 minutos, se você gosta de precisão. E para comemorar, ou não, apenas aproveitar e aceitar, o MuMA – Museu Metropolitano de Arte vai realizar a

Terceira Virada Climática

O evento está programado para este domingo, véspera da chegada do inverno no hemisfério sul. E em vista das mudanças climáticas, tão em voga nos dias de hoje, irá acontecer uma “Bicicletada Climática”. Um passeio que tem início na Praça Nossa Senhora do Salete – Centro Cívico, indo até o MuMA (trajeto de 10 e 20 km). Chegando no Museu Metropolitano, na parte da manhã terá aula de Yoga, Boxe, artesanato, feira vegana e de trocas, atividades para crianças e outras tantas programações.

Na parte da tarde está previsto aula de zumba, sessão de cinema, música, seminário, oficina e contador de estórias. Quem for os 100 primeiros inscritos na “Bicicletada”, terá direito a um kit do evento. E tudo de forma gratuita.

www.viradaclimatica.com.br

Praça Nossa Senhora da Salete – Centro Cívico

MuMA – Av. República Argentina, 3430, Terminal do Portão – Portão

Gastronomia

Curitiba é muito grande para a gente se limitar aos lugares que a gente ama – no meu texto passado falei das vantagens de se ir aos lugares em que estamos acostumados. Pois nesse texto vou falar sobre arriscar. Arriscar pode nos trazer algo surpreendente: a gente pode gostar do que descobrimos. E com isso, criamos novos hábitos e aumentamos nossos horizontes. Por isso, para quem gosta de sanduíche o

3º Circuito dos Sanduíches de Curitiba

é uma ótima maneira de conhecer novos lugares. Até o dia 21 você pode experimentar sanduíches diversos em 57 estabelecimentos espalhados por Curitiba. Quer algo melhor? O preço é fixo: R$15,90. Você pode fazer seu roteiro e aproveitar nesse final de semana. Porque se surpreender (com alguém, com a arte ou com a gastronomia) é tudo de bom.

http://migre.me/u8aV3

Música

Engana-se quem pensa que a música se faz com meia dúzia de instrumentos – guitarra, bateria, teclado, baixo (…). A beleza das coisas, bem como da vida, está naquilo que a gente não conhece, ou no diferente mesmo. Para isso, o

Centro Cultural Sistema Fiep

tem programado para esse mês a apresentarão da banda Thunder Kelt. A banda faz apresentação com instrumentos como gaitas de fole, harpa celta, whistles (flautas irlandesas), violão folk, violino e outros mais. Eu vi alguns de seus vídeos e gostei bastante – bem diferente daquilo que estamos acostumados. Gratuito e a apresentação é no dia 25.

Mas agora, se você prefere o bom e velho jazz, sugiro, no Teatro SESI, o grupo curitibano Jazz Cigano Quinteto faz uma apresentação com Yamandu Costa – excelência no violão de sete cordas. No dia 26 com ingressos custando 15 a meia entrada e 30 reais a inteira.

Centro Cultural – Av. Cândido de Abreu, 200 – Centro Cívico

Teatro SESI – Av. Comendador Franco – 1341 – Jardim Botânico

Thunder Kelt: http://migre.me/u8bys

Jazz Cigano Quinteto: http://migre.me/u8bqm

Literatura

Acredito que no texto desta quinzena, prezei pela liberdade, surpresa e diferença: filmes estrangeiros tendo seu espaço na Cinemateca, exposição para se surpreender, resgatado nossa história com o arquiteto curitibano Artigas, pedalar por Curitiba na Virada Climática, buscar novas paixões no Circuito de Sanduíches e descobrir novos estilos de se fazer música com Thunder Kelt.

A liberdade custa caro e é um processo longo e demorado para atingi-la de forma plena. Ainda temos uma trajetória longa para percorrer. Mesmo custando caro ela é necessária, sob qualquer circunstância, em qualquer lugar, principalmente em tempos conturbados como o nosso. Por isso, o livro

Princesa Isabel, a Redentora

da autora Ivete Gualberto, pode nos agradar. Princesa Isabel é aquela que em 1888 libertou os escravos, no Brasil, com a Lei Áurea. E a pergunta que fica é: quantas princesas ainda, em pleno século XXI, precisamos para livrar todas as pessoas de todos os tipos de preconceito?

No dia 22, as 19h30, a autora estará em Curitiba, em uma sessão de autógrafos na Livrarias Curitiba. Segue o a chamada: “Na vida da Princesa Isabel, é possível encontrar virtudes que enriquecerão o modo de pensar, de falar e de agir do leitor”. Importantíssimo para aqueles que querem melhorar seu modo de olhar a vida e os outros.

Shopping Mueller – Av. Cândido de Abreu, 127 – Mercês

Aprender com o passado é a melhor fora de se olhar o presente e do que esperar do futuro. Oscar Wild, João Vilanova Artigas, Princesa Isabel. Nestes momentos de incertezas, o melhor é se apoiar na história. Para finalizar, uma passagem de Artigas:

“O valor artístico é um valor perene, enorme, inestimável. É um valor sem preço e sem desgaste. Pelo contrário, aumenta com os anos e à proporção que os homens se educam para reconhecê-lo. O valor artístico subsiste até nas ruínas. Os anos correm e desgastam o material, enquanto valorizam o espiritual.”

Conto com você para ajudar num mundo melhor. Aguardo o seu retorno e até a próxima.

Eduardo Martinesco.

Leia também...

Deixe um comentário

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.