Já ouviu falar em “Discinesia Escapular”?

Você tem ou já teve dores na região da escápula ou ja sentiu um estalido toda vez que faz movimentos amplos com os braços?

Uma simples alteração dos movimentos normais da escapula, podem levar a dores nessa região. A estas alterações de movimentos chamamos de “Discinesia Escapular”.

Existem várias causas que levam a alteração dos movimentos da escápula, e elas podem ser diagnosticadas clinicamente ou por exames de imagem. Mas a causa mais comum de discinesia escapular é o desequilíbrio muscular (funcional). Esse desequilíbrio pode ser desencadeado pelos vícios posturais que tomamos em nosso dia a dia, como ficar muito tempo utilizando smartphone, ou no computador, levando alguns músculos a entrem em tensão mais do que outros.

Nossa escápula é envolta por vários músculos, que são responsáveis pela sua estabilização. Quando se tem um desequilíbrio entre excesso de tensão de alguns músculos e fraqueza de outros, o movimento da escápula ocorre de forma desordenada.

Para quem já teve ou tem dor ou desconforto na região da escapula, já deve ter sentido alguns pontos de tensão na região do pescoço ou próximo dos ombros. Isto por que, a discinesia escapular comumente acontece pela fraqueza do músculo serrátil anterior e porção inferior do trapézio, juntamente com a contratura muscular da porção superior do trapézio e do peitoral menor.

Imagem: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-39842019000400262&script=sci_arttext&tlng=pt

Vícios posturais associados a falta de exercícios para estes músculos, podem desencadear esses desequilíbrios musculares, gerando dores e afetando todo funcionamento da escápula, bem como alterando a postura como um todo.

Para que isso seja tratado de forma adequada, devemos fazer exercícios que promovam o reequilíbrio muscular, como o Pilates, que busca ativar o corpo como um todo, recuperando o funcionamento adequado dos grupos musculares, simetricamente.

No Pilates trabalhamos muito a mobilidade da cintura escapular, em todos seu planos e eixos, além do fortalecimento de toda musculatura que envolve essa articulação. Promovendo assim, o reequilíbrio muscular, permitindo que a escápula volte a se movimentar livremente, bem como melhorando a postura no geral. Sendo um excelente aliado no tratamento para Discinesia Escapular.

Imagem: https://www.instagram.com/pilates_grazidepaula/

Leia também...

Deixe um comentário