Iluminação natural é algo que atualmente é muito valorizado nos imóveis, mas que em tempos não muito distantes era algo que os projetos não priorizavam. Logo temos em grandes centros, apartamentos e casas com janelas pequenas, muitas vezes voltadas para paredões ou até para janelas de vizinhos.

E se você pesquisou sobre dicas no google para valorizar seu imóvel com luz natural provavelmente caiu em um limbo de respostas como:

Priorize grandes janelas;

Faça uso de grandes portas;

Coloque claraboias ou tetos de vidro no seu projeto.

Alowwww!? E quem já mora em um apartamento, não pode quebrar tudo e fazer janela…

É pra você, pessoa presa na escuridão de imóvel que não pode ser modificado, seja por morar de aluguel ou por legislação, que eu vou falar de truques para iluminação natural.

A primeira premissa que temos é: Empregar cores claras. Não necessariamente branco. Mas claras, cinzas, bejes, azuis, rosas, verdin… tudo num espectro muito suave.

Tudo isso porque a cor clara refletirá a luz. Então paredes claras, tapetes claros, talvez (dependendo da sua região e do seu estilo) alguma poltrona ou mesa de jantar claras. Para as tintas, o efeito semibrilho ou acetinado, tem um resultado belíssimo.

Outra dica que se ouve muito para espaços onde falta iluminação é a dica do espelho. Porém não adianta o espelho estar mal posicionado. Para usufruir dos benefícios da luz solar através do reflexo do espelho, ele precisa estar próximo e de frente (ou de lado) da fonte de iluminação.

Opte por cortinas translúcidas. Caso seja um dormitório, sobreponha o blackout com o outro tecido, que garanta privacidade, mas que deixe a iluminação natural invadir os cômodos. Outro truque quando se usar cortinas convencionais é deixar espaço na parede lateral, para que quando recolhidas deixem toda a área de vidro livre.

Se o seu estilo é mais moderno, as cortinas romanas ou as rolôs também podem liberam uma área de iluminação maior caso sua abertura – seja porta ou janela –  seja de parede a parede, afinal elas se recolhem para cima

Você tem alguma outra dica? Conta nos comentários.

Bença,

Lelo

Leia também...

Deixe um comentário