Olá pessoal, tudo bem?!

Hoje resolvi falar a respeito de um assunto que gera muitas dúvidas, principalmente nessa época do ano: gripe e atividade física, combinam?!

O que mais tenho ouvido é a seguinte frase: “Dra, estou gripado(a)!!!” E realmente nessa época do ano esses quadros são muito comuns, mas primeiro precisamos entender a diferença entre Gripe e Resfriado.

Sendo assim, podemos chamar de Resfriado as infecções mais leves do trato respiratório e que no geral se devem ao “Rinovirus” e no geral, como disse acima, se trata de um quadro leve, quase sempre afebril e que consequentemente causa uma pequena queda no sistema imunológico.

Já a Gripe, por sua vez, podemos definir como uma infecção mais grave, onde ocorre uma queda maior no sistema imunológico e é causado no geral pelo vírus “Influenza”, que leva a um quadro de maior debilidade do sistema imunológico, acompanhado de febre e queda no estado geral do indivíduo.

172863_ext_arquivo1

O nosso sistema imunológico participa de todos os processos de regeneração de nosso corpo, entre eles a restauração de microlesão, que são aquelas lesões que nossos músculos sofrem durante um treino, sendo assim, ele precisa trabalhar após o treino, e durante um quadro de gripe/resfriado ele também está em atividade, portanto não devemos sobrecarregá-lo.

Logo, podemos concluir que o estresse do exercício passa a ser um fator a mais de sobrecarga, e treinar gripado pode sim piorar o quadro. E ainda podemos levar em consideração a qualidade dessa atividade/treino que provavelmente serão prejudicadas devido um desempenho não tão eficaz.

Outro fator importante é dizer que atividade física não gera nenhum benefício nesses quadros; visto que o sistema imune já esta sendo muito requisitado nesses eventos, fazer exercícios doente, sendo esse aeróbio ou anaeróbio irá deprimir ainda mais as defesas imunológicas, podendo inclusive agravar o quadro.

Gripe-x-Atividade-Física

Então, a dica é: RESPEITE SEU CORPO, tenha paciência e cautela e pense sempre na saúde em primeiro lugar!
Grande beijo, Flávia.

Leia também...

Deixe um comentário