Oi gente linda. Tudo bem com vocês??? Hoje a matéria será sobre um tema muito saudável, e acho que nossa querida nutri, Marja, vai gostar bastante. O papo hoje é sobre nossas tão saborosas FRUTAS. Sim pessoal, a natureza é muito generosa conosco aos nos dar ingredientes tão versáteis como as frutas. As cores, os sabores, os aromas e as formas nos envolvem em um único prazer, o de comer, ao mesmo tempo em que fornece ao nosso organismo açúcares, vitaminas e minerais.

Desde sempre que a fruta tem ocupado um espaço muito importante na nossa alimentação. É certo que para os nossos antepassados esses alimentos possuíam outras qualidades, como por exemplo, serem fáceis de serem colhidos e poderem ser utilizados sem nenhuma transformação física para serem consumidos. E foi através do gosto levemente açucarado que elas possuem, aliado ao mel, que se deu o primeiro contado do homem com o sabor doce.

As frutas mais difundidas na antiguidade eram a maçã, o pêssego, a pêra, a romã e a uva. Tão importante quanto a colheita era a conservação das frutas. Na Roma antiga já se conhecia técnicas de enxerto e produziam-se cerca de 25 tipos de maçãs e 38 tipos de pêras, que para serem conservadas, eram mergulhadas inteiras no mel. Foi na Idade Média, mais precisamente nos conventos, onde haviam muitos pomares, que nasceram os verdadeiros doces de frutas, principalmente os feitos com uvas passa e figos. Os mais variados doces eram feitos para serem vendidos aos peregrinos de passagem. Faziam-se também muitas frutas cristalizadas, que depois eram acrescentadas nas massas dos bolos e pães ou eram usadas como decoração.

romã

Na Idade Média, nas mesas dos mais privilegiados, havia uma ampla variedade de frutas e oleaginosas provenientes do Oriente: cerejas, maçãs, marmelos, romãs, ameixas, figos, pêssegos, uvas, groselhas, nozes, pistaches, damasco, figos secos, amêndoas, limão e cidra. Uma enorme quantidade de ingredientes que permitiam aos chefs da época, criarem verdadeiras obras de arte gastronômicas.

Havia uma sequência a ser seguida para servirem as frutas no momento das refeições. Como entrada, maçãs, amoras, pêras, laranja ou limão, pois são excelentes estimuladores do apetite. Em seguida, serviam-se saladas de frutas e verduras temperadas com vinagre ou limão. O terceiro e último prato, tinha o objetivo de “selar” o estômago, e as frutas desempenhavam essa função muito bem.

Alguns manuais clássicos de etiquetas defendem que as frutas devem ser servidas no final das refeições, depois da sobremesa. Mas a verdade é que podem estar presentes em qualquer parte do cardápio, desde uma entrada compondo uma salada de folhas bem temperada com sal e azeite, até mesmo num bom risoto, como é o caso do risoto de pêras com queijo brie.

Imagm - luke@lukefoto.com.br

Foi a partir do século XVII que as criações da confeitaria começaram a crescer, foram então, adicionados aos preparos, a água destilada, sucos de frutas e sorvetes. De lá pra cá, a imaginação dos confeiteiros foram se adaptando às exigências da vida moderna, mas sem perder de vista os doces que a tradição preservou.

Por ser uma viciada em frutas, queria poder passar muitassssss receitinhas hoje, mas para não deixar essa matéria muito extensa, vou passar só 4. 😆 😆 😆  Vamos lá?! Beijos, beijos.

RISOTO DE MORANGO

Serve 4 pessoas

Ingredientes:

  • 500 g de morangos
  • 250 g de arroz arbóreo (não lavar)
  • 50 g de queijo parmesão ralado
  • 50 g de manteiga
  • 800 ml de caldo de legumes
  • 200 ml de vinho branco seco
  • 1 cebola
  • 1 pedaço de queijo parmesão de 30 g
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • Sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto

Modo de preparo

  1. Higienize os morangos. Corte metade deles em gomos e reserve. Corte a outra metade em pedaços. Numa panela pequena, aqueça o caldo de legumes até ferver.
  2. Descasque a cebola e pique em cubos bem pequenos. Doure-os numa panela com o azeite. Acrescente o arroz e frite-o até ficar translúcido. Em seguida, adicione metade do vinho, mexa com cuidado até evaporar. Junte os morangos cortados em pedaços e o resto do vinho e misture novamente.
  3. Adicione 1 concha de caldo de legumes fervente e cozinhe o risoto, mexendo sem parar e acrescentando outra concha de caldo quando a anterior tiver sido absorvida (o cozimento completo dura em torno de 20 minutos).
  4. Quando o arroz estiver cozido, mas ainda al dente, apague o fogo e acrescente a manteiga e o parmesão ralado. Junte os morangos em gomos reservados e tempere com um pouco de sal e pimenta. Deixe repousar com a panela tampada por 2 minutos. Quando servir, distribua lascas de queijo parmesão feitas com o auxílio de um descascador de legumes. Sirva bem quente.

risoto de morango

 

LOMBO DE PORCO COM MOLHO DE LARANJA

Serve 8 pessoas

Ingredientes

  • 4 dentes de alho espremidos
  • 3 e ½ colheres (sopa) de suco de limão coado
  • 3 colheres (sopa) de manteiga derretido
  • Sal e pimenta-do-reino preto moída a gosto
  • 1 lombo de porco com aproximadamente 1,5 kg
  • ¼ xícara (chá) de açúcar
  • ½ colher (sopa) de amido de milho
  • 2 xícaras (chá) de suco de laranja

Modo de preparo

  1. Preaqueça o forno a 200° Misture o alho, 1 ½ colher (sopa) de suco de limão, a manteiga derretida, sal e pimenta, esfregue no lombo. Leve ao forno quente, coberto com papel alumínio, por 30 minutos. Retire o papel alumínio e continue assando até o lombo dourar e ficar macio.
  2. Retire o lombo da assadeira e corte em fatias. Coloque ¼ de xícara (chá) de água na assadeira e raspe bem. Reserve o caldo.
  3. Misture o açúcar com o restante do suco de limão e leve ao fogo, cozinhe até o ponto de caramelo. Junte o amido de milho dissolvido no suco de laranja e o molho da assadeira reservado. Misture bem e cozinhe, em fogo baixo, por 15 minutos, mexendo sempre. Despeje por cima do lombo, decore com ramos de alecrim.

lombo de porco

 

CAMARÃO AO MOLHO DE ABACAXI

Serve 2 pessoas

Ingredientes

  • 600 g de camarão médio limpo
  • 1 abacaxi
  • 1 cebola
  • 500 ml de leite
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
  • 300 g de requeijão
  • 200 ml de cointreau (ou rum)
  • Azeite de oliva a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino preto moída a gosto
  • Salsinha picada

Modo de preparo

  1. Corte o abacaxi ao meio no sentido do comprimento. Remova a polpa com uma faca, com cuidado para não perfurar a casca do mesmo. Reserve. Pique metade do abacaxi em cubos e reserve.
  2. Pique a cebola em cubos bem pequenos e refogue na manteiga, acrescente a farinha de trigo e mexe rapidamente até dourar, acrescente o leite e vá mexendo até engrossar. Adicione o requeijão, mexa bem e desligue o fogo. Reserve.
  3. Aqueça uma frigideira grande e coloque o camarão, já temperado com sal e pimenta, quando estiver fritando, coloque uma dose do cointreau e flambe. Acrescente o molho reservado e mexa bem. Por último, coloque os pedaços de abacaxi, misture. Sirva dentro da casca do abacaxi reservado, salpique com salsinha bem picada, acompanhado de arroz branco.

Camarão abacaxi

 

TORTA DE MAÇÃ

Serve 8 pessoas

Ingredientes – massa

  • 3 1/3 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • ½ colher (chá) de canela em pó
  • 300 g de manteiga sem sal gelada
  • 1 gema
  • 80 ml de água bem gelada

Ingredientes – recheio

  • 2 maçãs verdes
  • 1 maçã fuhi ou argentina
  • 180 g de frutas vermelhas congeladas
  • Raspas e suco de 1 limão
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • 2 colheres (sopa) de canela em pó
  • ½ colher (chá) de gengibre em pó
  • ¼ colher (chá) de cravo em pó
  • ¼ colher (chá) de mostarda amarela em pó
  • ¼ colher (chá) de noz moscada ralada na hora
  • 2 colheres (sopa) de amido de milho ou fécula de batata

Modo de preparo – massa

  1. Misture os ingredientes secos no processador. Quando estive homogêneo, distribua a manteiga em cubos sobre a farinha e processe até obter uma farofa úmida e com pedaços visíveis de manteiga.
  2. Adicione a gema, feche o processador e processe novamente, desta vez acrescentando a água aos poucos até que a massa se forme por completo.
  3. Divida a massa em duas partes, sendo a primeira parte 2/3 do total e a segunda parte 1/3 restante. Abra ambas entre folhas de papel manteiga num formato redondo e com aproximadamente 5 mm de espessura.
  4. Leve as massas à geladeira para descansar por 2 horas.

Modo de preparo – recheio

  1. Corte as maçãs em 4 partes iguais e fatie-as finamente. Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
  2. Enquanto isso, arrume a maior parte da massa em uma fôrma de torta (aproximadamente 22 cm de diâmetro) e leve-a ao congelador por 20 minutos.
  3. Com a menor parte da massa, prepare o trançado que vai cobrir a torta: corte fatias de aproximadamente 1 cm com um cortador de pizza ou com um faca. Intercale cada fatia em cima de outro papel manteiga e leve ao congelador por 20 minutos.
  4. Coloque o recheio na torta e adicione alguns cubos de manteiga por cima. Cubra-a com o trançado de massa, depois pincele cada tirinha com uma gema e polvilhe açúcar cristal para caramelizar.
  5. Assem a torta em forno pré aquecido a 200°C por aproximadamente 40 a 50 minutos.
  6. Experimente servir com uma bola de sorvete de creme, fica divino.

torta de maçã

Leia também...

Deixe um comentário