“Dez entre dez brasileiros preferem o feijão…”

Olá meus amores!!! É com esse “trechinho” da música Feijão Maravilha, das Frenéticas, que começo o AE gastronômico dessa semana.

Vamos falar do queridinho dos brasileiros, nosso tão amado e apreciado FEIJÃO. Grande estrela dos pratos de todo o Brasil, é um grão muito versátil, podendo estar presente em ensopados, como o que comemos com o arroz, em sopas, patês, saladas, aperitivos e muitas outras preparações.

O feijão é um dos alimentos mais antigos consumidos pelo homem. Seus primeiros registros na história da humanidade, mostram que era cultivado no antigo Egito e na Grécia, e era símbolo da vida. Romanos antigos o usavam em suas festas gastronômicas e também como forma de pagamento de apostas.

A maioria dos historiados atribui a disseminação do feijão pelo mundo em decorrência das guerras, pois ele era essencial na dieta dos combatentes em marcha. Os exploradores tiveram papel importante na difusão do uso e cultivo do grão para as mais diversas regiões do planeta.

Uma das maiores riquezas da culinária brasileira é a grande variedade de feijões existente. O carioquinha é o mais comum, seguido pelo preto. Selecionei alguns tipos mais consumidos no Brasil, assim dá para variar o feijão nosso de cada dia.

Carioquinha – grão bege com listras marrons. Tem sabor agradável, casca fina, de cozimento rápido.

Feijão preto – grão pequeno, sabor forte a adocicado. Muito consumido na região sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Ideal para o preparo de feijoada, tutu e sopa.

Feijão preto

Feijão roxinho – grão miúdo, escuro e avermelhado, sabor intenso e textura macia. excelente para o preparo de saladas, sopas, caldos, acompanhamento de carnes vermelhas, peixes e legumes refogados.

Feijão fradinho – grão clarinho que tem um “olho” preto. É a base do nosso acarajé, ótimo para fazer abará e baião de dois. Também conhecido com feijão-de-corda em algumas regiões do país.

Feijão mulatinho – parecido com o carioca, mas sem as listras. Bom para fazer feijoada, feijão tropeiro e um bom caldo. Muito comum na Bahia.

Feijão mulatinho

Feijão branco – branco, grande, macio e sabor suave. Muito versátil, fica bom em caldos, sopas cremosas, saladas, purê e patês.

Como preparar:

  1. Depois de escolhido, é hora de deixar o feijão de molho. Lave em água corrente e escorra. Cubra com água e deixe de molho por 12 horas. Nesse período, você fará o remolho, que nada mais é que trocar a água uma vez durante essas 12 horas. O remolho hidrata os grãos e diminui o seu tempo de cozimento, além de eliminar algumas toxinas que deixam o prato indigesto.
  2. Molho e remolho feitos, água escorrida, é hora de cozinhar o feijão. Uma xícara (chá) de feijão, 3 xícaras (chá) de água e 1 folha de louro. Coloque tudo na panela de pressão, tampe e leve ao fogo médio.
  3. Quando “pegar” pressão, reduza o fogo, e mantenha na pressão por 10 minutos. Se você preferir fazer na panela convencional, com a tampa entreaberta, não tem problema, a diferença é que ao invés de se utilizar 3 xícaras (chá) de água para cada xícara de feijão, serão necessárias 4 xícaras (chá) de água para cada uma de feijão e 30 minutos, ou um pouco mais, de cozimento após o início da fervura para que o grão fique macio.
  4. Hora de refogar. Existem milhares de maneiras de se fazer um refogado, mas o básico do básico se resume em cebola e alho picados. Panela no fogo baixo, aqueça um pouco de azeite ou o óleo de sua preferência, doure a cebola, mexa até que ela murche. Adicione o alho e doure-o um pouquinho. Agora junte uma concha do feijão cozido com um pouco do caldo do cozimento, amasse o grão com a própria concha para fazer um purêzinho que vai engrossar o feijão. Junte o restante do feijão, deixe cozinhar em fogo baixo, sem tampa, mexendo de vez em quando para que não grude no fundo da panela, até que fique na textura que você goste.

CALDINHO DE FEIJÃO EMBRIAGADO

  • 500 g de feijão preto
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 100 g de bacon cortado em cubos pequenos
  • ½ maço de cebolinha e salsinha picadas
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • Sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto
  • 2 folhas de louro
  • Cachaça a gosto
  • Cebolinha em conserva e azeitona verde para decorar

Modo de preparo:

  1. Fazer o molho e remolho do feijão. Cozinhar o feijão, normalmente, com as folhas de louro.
  2. Numa frigideira, fritar o bacon e reservar. Na mesma frigideira, refogar a cebola, colocar o alho e quando dourar, adicionar 2 conchas de feijão (sem o caldo) e misturar bem.
  3. Levar esse mistura ao restante do feijão e temperar com sal e pimenta a gosto, salsinha e cebolinha.
  4. Bater tudo no liquidificado até ficar um caldo. Passar por uma peneira e voltar à panela para esquentar.
  5. Servir em copinhos com um fundinho de cachaça e o caldinho.
  6. Decorar com cebolinha picada, um fio de azeite de oliva, cebolinha em conserva e azeitona verde.

Caldinho de feijão embriagado

 

SALADA DE FEIJÃO-FRADINHO COM BACALHAU E VINAGRETE DE SALSINHA

(Chef Rita Lobo – Livro Cozinha Prática)

  • 1 ½ xícara (chá) de feijão-fradinho cozido (sem caldo)
  • 250 g de bacalhau dessalgado, desfiado e congelado
  • 1 cebola
  • 1 xícara (chá) de tomates cereja
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • Suco de 1 limão taiti
  • ¼ de xícara (chá) de salsinha fresca picada
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo:

  1. Leve ao fogo alto uma panela média com água. Quando ferver, coloque o bacalhau para cozinhar por cerca de 10 minutos. Enquanto isso, prepare os outros ingredientes.
  2. Descasque e corte 1 cebola em cubos médios. Lave, seque e corte os tomates ao meio. Lave, seque e pique a salsinha grosseiramente.
  3. Leve uma frigideira ao fogo médio, regue com 1 colher (sopa) de azeite e refogue a cebola até dourar. Desligue o fogo.
  4. Escorra a água do bacalhau, transfira as lascas para a frigideira e misture com a cebola dourada. Adicione o feijão e os tomates. Regue com o azeite restante, o suco do limão e tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Misture bem.
  5. Transfira para uma saladeira e finalize com a salsinha picada. Sirva a seguir em temperatura ambiente ou deixe esfriar e leve à geladeira.Salada de feijão fradinho

Leia também...

Deixe um comentário