Dor! Prevenir ou remediar? Qual sua escolha?

Hoje em dia vivemos em constante “correria”. A demanda no trabalho, buscando o tão sonhado sucesso e estabilidade financeira, nos deixa sem tempo para dar atenção a nossa própria saúde.

Sou Fisioterapeuta e instrutora de Pilates há 8 anos, e umas das frases que mais ouço no estúdio é: “Não tenho muito tempo para fazer exercícios, mas não suporto mais conviver com essa dor, então me indicaram Pilates”, ou seja, na maioria dos casos tem algum gatilho como a ”DOR”, que o leva a buscar algum tratamento conservador.

Isso nos faz pensar que a qualidade de vida e bem-estar físico sempre são deixados em último plano. Uma triste realidade, pois estando com dor, toda e qualquer atividade do seu dia se torna um sofrimento.


E por que as pessoas normalmente demoram tanto tempo para começar a fazer exercício físico, e fazer disso um habito em sua vida?

A resposta é bem simples, é mais prático e rápido tomar um remédio que cause inibição imediata da dor, do que se dedicar todos os dias a alguma atividade física para trata-la ou preveni-la.

Porém, já está comprovado que somente o uso de medicação, não traz a solução real do problema e principalmente da disfunção musculoesquelética que levaram a dor, apenas diminui os sintomas decorrentes dessa disfunção, podendo evoluir para uma dor crônica. Além disso, muitos têm em mente, que fazer pouco tempo de atividade física não traz resultados, e então preferem ficar sem fazer nada.
Porém, o que a maioria não sabe é que: Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), realizar caminhadas com intensidade moderada, por pelo menos 30 min diariamente, 5 dias na semana, ou 75 minutos de atividade intensa, já caracteriza como exercício físico e é capaz de trazer benefícios a sua saúde e bem-estar.

Por tanto, amenizar a dor com a medicação, não é a melhor opção, e muito menos a que vai solucionar o problema por completo, e sim o exercício direcionado, que além de diminuir as dores musculoesqueléticas, previne doenças cardiovasculares.

Atualmente, o Pilates é considerado uma das técnicas mais eficazes para o tratamento dessas dores, o método tem por objetivo trabalhar o corpo de forma global, buscando o equilíbrio muscular, através do alongamento e fortalecimento dos músculos, buscando sempre a ”decoaptação articular”, e o crescimento axial, ou seja, promovendo o aumento do espaço intra-articular, melhorando a oxigenação dos tecidos e principalmente, prevenindo lesões decorrentes da sobrecarga diária.

Além disso, retarda o processo de desgaste articular, decorrente do envelhecimento, prevenindo artrites e artroses. Consequentemente, diminuem as dores e mantém seu corpo preparado para envelhecer com saúde.

O mais interessante é que com a pratica de apenas duas horas semanais, você já consegue sentir a diferença na melhora das dores e principalmente na disposição para as atividades do seu dia a dia.

Então fica a dica, desapega dos medicamentos e coloque seu corpo agir para te curar, isso só depende da sua dedicação.

Leia também...

Deixe um comentário