Dor em joelhos? Sabia que pode estar relacionado a uma pisada incorreta?

O joelho é considerado uma das mais complexas articulações do corpo, e por estar sempre em movimento, corre grandes riscos de lesões que podem prejudicar nosso funcionamento.

Ele é composto por vários componentes que desempenham diferentes funções, estes três ossos: fêmur, tíbia e patela, que dão a estrutura rígida dessa articulação. Ela também possui meniscos, que ficam entre os ossos, e absorvem os impactos e suportam o peso do corpo.

Além disso, o joelho possui ligamentos que dão estabilidade e proteção contra alguns movimentos, quando um desses componentes não está em equilíbrio, pode-se desencadear lesões na sua estrutura.

Dentre os movimentos que a articulação do joelho realiza tem-se, a extensão, a flexão e a rotação. Além disso, como o joelho é uma articulação ligada ao quadril e ao tornozelo, problemas nessas áreas podem gerar consequências na sua função, interferindo na sua integridade.

Quando estamos com alguma dor no joelho, modificamos a nossa postura, o que prejudica e afeta até mesmo nossa marcha. Este desequilíbrio e alteração postural decorrente da dor, pode afetar outras estruturas como quadril e coluna, como compensação, para facilitar nossa marcha.

Por isso é necessário realizar uma avaliação bem minuciosa, tanto nos joelhos, quanto nas estruturas associadas, para assim descobrir a real causa da dor, que na maior parte dos casos não estão relacionadas apenas ao próprio joelho.

http://opiniaoenoticia.com.br/internacional/uma-nova-era-no-estudo-das-teorias-evolucionarias/

Desde que adotamos a postura ereta bípede, ou seja, ficamos em pé, tivemos que nos adaptar a manter o equilíbrio do corpo, contra a ação da gravidade, sobre uma pequena área de suporte, nossos pés, sendo por tanto, de grande importante manter o alinhamento dos mesmos.

O pé e o tornozelo têm função de suportar o peso, manter o equilíbrio e servem de ponto de para impulsionar o corpo durante a marcha.

E como já vimos, joelhos estáveis e equilibrados, dependem de uma boa postura tanto estática, quanto dinâmica (em movimento na marcha), e para tal, os pés devem estar adaptados para proporcionar a flexibilidade necessária em solos irregulares e para absorver o impacto.

O Método Pilates fortalece o corpo globalmente, utilizando o peso do corpo durante a execução dos exercícios, ajudando no condicionamento físico, consequentemente, agindo em possíveis lesões e contribuindo no processo de reabilitação, como é o caso do tratamento do joelho.

No Pilates, temos uma série de exercícios que funcionam como um processo de reeducação dos movimentos, onde o corpo trabalha preservando a sua biomecânica de forma correta.

Joseph Pilates acreditava, que uma boa postura, também dependia de uma boa descarga de peso nos pés, o que o levou a inventar vários exercícios corretivos principalmente para os pés.

Por tanto, com os movimentos fornecidos pelo Método, você conseguirá o alinhamento dos pés e das pernas e evitando que a dor se espalhe por outras partes, como joelhos e quadris.

Aqui, vou especificar para vocês, apenas os footworks e runnings, exercícios utilizados para desenvolver a força e a mobilidade dos pés, realizados no reformer, aparelho que foi desenvolvido por Joseph Pilates para a organização dos pés.

Lembrando que dentro do Método Pilates, podemos realizar infinitas variações, utilizando os aparelhos e acessórios como, foot corrector e toe corrector, em diferentes posições, beneficiando nossos alunos/pacientes com o alinhamento dos pés.

Como são realizados os footworks:

Toes – Apoio nas pontas dos pés.

Arches – Apoio no meio do pé.

Heels – Apoio sobre os calcanhares.

Runnings – Alternando os pés.

Estes exercícios são realizados em coordenação com joelho, quadril, posição do tronco e da cabeça, mantendo essas áreas alinhadas para uma melhor harmonia, na postura deitada, assim elas passaram a realizar essa biodinâmica harmônica, durante a marcha, na postura bípede também.

Agora que entendemos o quanto o Pilates é um grande colaborador para o tratamento do joelho, através do realinhamento dos pés e equilíbrio postural global.

Leia também...

Deixe um comentário