curiosidades sobre a Alemanha

Curiosidades sobre a Alemanha

Oi pessoal, tudo bem? Eu sou a Luana e sou nova por aqui, então gostaria de me apresentar. Tenho 30 anos, sou de Gaspar – Santa Catarina e há alguns meses me mudei para a Alemanha. Escrevo muito sobre a Alemanha no meu blog, Rumo à Alemanha, e agora também aqui no Arquitetando Estilos. Estou muito feliz em fazer parte deste time!! Minha coluna vai abordar curiosidades sobre a Alemanha, costumes, cultura, culinária, etc… Além disso, também vou compartilhar com vocês várias dicas de viagens e passeios pela Europa. Me acompanhem mensalmente por aqui para saber tudo sobre o país da batata e da cerveja!

 

Quando se pensa em Alemanha, o brasileiro sempre acha que sabe pelo menos um pouco do país, não é mesmo? Seja porque é do sul do Brasil (onde tem a maior concentração de imigrantes alemães no país), seja por ter ido à Oktoberfest em Blumenau – SC ou até mesmo pelas aulas de História.

Mas quando se conhece de perto a cultura percebemos que tem muuuita coisa que acontece aqui e que a gente não fazia nem ideia. Bom, pelo menos eu não fazia hehehe.

Depois de alguns meses aqui, já me deparei com diversas situações estranhas, mas também aprendi muita coisa legal. Por isso, agora vou revelar 8 fatos sobre a Alemanha que talvez você ainda não saiba.

 

“Lei do silêncio”

É domingo à tarde, você está em casa assistindo à sua série no Netflix e lá de fora não se ouve nenhum barulho. Resolve dar uma caminhada pelo bairro e não vê ninguém na estrada. Lembrou que falta arroz em casa pra fazer a janta, mas infelizmente o mercado está fechado. Cenas como essa são completamente normais na Alemanha.

Pra salvar a barriga, a maior parte dos restaurantes funciona aos domingos (muitos servem brunch). Padarias e farmácias abrem num esquema de plantão. Apenas espaços de lazer, hospitais e teatro funcionam normalmente.

Existe uma “Lei do silêncio” que proíbe até mesmo ruídos de aspirador aos domingos. Quem importunar os vizinhos pode levar multa! Definitivamente, o domingo é o dia do descanso por aqui.  É claro que se você tiver vizinhos que não se importam muito com barulho, você não terá problemas. Mas, não é bom arriscar né?

 

A Autobahn não é completamente sem limites

Você provavelmente já deve ter ouvido falar em Autobahn, a auto estrada alemã sem limite de velocidade. Mas, na verdade, não é beeem assim como dizem… a auto estrada alemã tem sim, muitos trechos onde o motorista pode pisar fundo no acelerador, sem limite de velocidade, mas não são maioria. Em vários trechos há placas determinando a velocidade, seja por condições climáticas, obras na pista, acidente à frente, etc…

Há uma recomendação de velocidade segura, feita pelas autoridades, que é de 130 km/h, portanto quem se envolver num acidente estando a uma velocidade maior do que esta, mesmo não sendo culpado, pode ter que arcar com todas as despesas.

 

Pontualidade alemã

“Cinco minutos antes da hora é a pontualidade do alemão”, afirma o dito popular. Aqui na Alemanha tudo tem hora certa pra começar e em alguns casos, para terminar também. Dentre os costumes alemães, acho que esse é o que menos gosto, pois eles levam a pontualidade muito à risca, chegando a ser chatos com isso.

Os alemães consideram a pontualidade uma virtude e quem se atrasa está faltando com respeito, podendo até fragilizar uma amizade. Por isso, já sabe: se tiver algum amigo alemão não vacile com ele, hehehe… e se convidar algum alemão pra sua casa, esteja com tudo pronto 5 minutos antes do horário combinado, caso contrário você pode ser surpreendido com a campainha tocando enquanto ainda está secando o cabelo.

 

Ciclista de carteirinha

Não sei se você sabe, mas a Alemanha é meio que o “país das bicicletas”. O número de bicicletas é tanto que existem leis de trânsito específicas para ciclistas e multas rigorosas são aplicadas à quem desrespeita.

As crianças alemãs aprendem a andar de bicicleta muito cedo. Além de aprender com os pais, elas aprendem também na escola! No terceiro ano do ensino fundamental as crianças recebem formação teórica e prática sobre regras para ciclistas.

Para finalizar o curso, há uma prova prática. Se a criança é aprovada ela recebe uma “carteirinha de ciclista”. Não é obrigatório portar essa carteirinha ao andar pelas ruas, mas o legal é a simbologia que isso representa: a formação de futuros adultos responsáveis no trânsito.

 

Atravessar a rua somente com o sinal verde

“Só se atravessa a rua na faixa ou com o sinal verde aberto para os pedestres”. Isso não é novidade e existe na teoria em muitos países. Mas na Alemanha há multa de 5 euros se o pedestre for visto por um policial atravessando no vermelho.

Os alemães levam essa regra muuuito a sério e não é só por causa da multa, mas sim porque devem dar bom exemplo às crianças. Inclusive, em muitos sinais há uma placa onde constam os dizeres: “Cruze apenas no verde, seja um exemplo para as crianças”.

Confesso que às vezes é muito chato ficar ali parada esperando o sinal abrir sem nenhum carro vindo. Mas se ousamos atravessar no vermelho, recebemos olhares fulminantes dos alemães, portanto aconselho a esperar.

 

Leve moedas ao banheiro

Outra coisa muito comum na Alemanha, principalmente em lugares públicos, é ter que pagar pra usar o banheiro. Em alguns restaurantes e shoppings, mesmo sendo cliente, você também tem que pagar.

Os faxineiros desses lugares dependem muito das gorjetas, por isso é normal ver um pratinho na entrada do banheiro onde as pessoas depositam ao menos 50 centavos de Euro para usar o banheiro.

Há lugares como estações de trem e postos de gasolina em que existe uma catraca onde você coloca a moeda e só assim é liberado para utilizar o banheiro. Portanto, a dica é: quando vier pra Alemanha tenha sempre moedinhas consigo.

 

Ganhando dinheiro com as garrafas plásticas

Agora, um dos costumes alemães que eu mais gosto é esse: aqui dá pra fazer dinheiro ao devolver as garrafas retornáveis. Para isso, basta você devolver as garrafas em máquinas específicas que ficam nos supermercados e nas lojas de bebidas. Assim que você deposita suas garrafas, a máquina te devolve um “recibo” com o valor a ser trocado por dinheiro ou usado como desconto na sua compra.

Garrafas de cerveja, refrigerante, água, suco, e até mesmo latinhas de energético podem ser depositadas nessas máquinas. O valor a ser recebido varia de acordo com o tipo de recipiente, mas fica entre R$0,08 e R$0,25 centavos.

 

Cervejeiros alemães não são os campeões de consumo

Até pouco tempo, se me perguntassem quem são os maiores consumidores de cerveja do mundo, eu responderia sem pestanejar: os alemães. Mas na verdade não são, os alemães ocupam apenas o segundo lugar nesse ranking.

Apesar de ter 1.500 cervejarias em seu território e serem os responsáveis por produzir um terço das 15 mil variedades de cerveja do mundo, os alemães perdem para os seus vizinhos tchecos em questão de consumo. Cada tcheco bebe entre 140 a 150 litros de cerveja por ano, enquanto na Alemanha cada um “só” consome uns 110 litros.

 

E aí, curtiu conhecer um pouquinho mais dos hábitos na Alemanha? No mês que vem tem mais!

Herzliche Grüße, (Saudações cordiais)

Luana

 

Leia também...

2 comentários

Nest Interiores
Nest Interiores 11 de junho de 2020 - 20:09

Adorei conhecer essas peculiaridades, algumas delas eu nunca tinha ouvido falar…
MEU SONHO era que os brasileiros aprendessem a pontualidade.
O mundo inteiro na verdade deveria ser pontual.

Responder
Luana Medeiros
Luana Medeiros 16 de junho de 2020 - 16:19

Olá!! Fico feliz que tenha gostado. Realmente, o brasileiro poderia aprender com o alemão essa questão da pontualidade, né? Heheheh

Responder

Deixe um comentário