Culinária asiática e vinhos

A gastronomia com influência asiática é cada dia mais comum no Brasil e eu, apesar de não ser voraz consumidora, fico encantada com as milhares nuances de sabores que os segredinhos asiáticos proporcionam.

Para mim, no entanto, não há como se falar em gastronomia sem pensar imediatamente no vinho adequado a valorizá-la.

Pois há alguns dias fiz mais uma tentativa, dessa vez com culinária tailandesa e do Sri Lanka, o que conto pra vocês hoje.

Bem, os sabores da culinária asiática são variados e vão desde os mais delicados, adocicados ou agridoces até os mais apimentados e condimentados. Para não errar nesse mar de sabores a dica é sempre um bom espumante, que tem o poder de compensar a oleosidade, a doçura e também dar aquela refrescância e preparar o palato para o próximo prato.

Outras boas opções são os Gewustraminer, que costumam ser bem florais e compensam bem essa riqueza de sabores.

Mas nessa última experiência fizemos o teste com dois vinhos e o resultado foi incrível:

O primeiro vinho da noite foi o Chateau de L’Ou, safra 2014, um assemblage de Garnacha Branca e Roussane vindo da região de Roussilon, no sul da França. Delicadíssimo, perfume levemente floral e de frutas cítricas. Levinho e boca, mas que ganhou quando harmonizado com a saladinha de mamão verde e amendoim.  Uma ótima dica para entradas, pratos frios e com frutas da culinária tailandesa. É importado pela Grand Cru.

IMG_5120

O segundo vinho foi o escolhido para acompanhar os pratos principais: Um frango thai com castanhas e levemente agridoce, um frango ao molho com curry do Sri Lanka e um peixe com camarões extremamente condimentado também thai.

image

O eleito foi o Fransola, safra 2013, um sauvignon blanc que estagia em madeira, vindo da Torres Espanha. Essa combinação do sauvignon blanc com a madeira trouxe exatamente o que os pratos precisavam: frescor e delicadeza. Isso porque esse sauvignon blanc é bem ácido, com aromas de limão cravo e lima, mas na boca traz a doçura e maciez proporcionada pela madeira, o que tornou a combinação sutil e deliciosa. É importado pela Devinum.

IMG_5132

Testem as harmonizações e me contem. Uma culinária tão rica merece ser explorada (com bons vinhos).

Até a próxima coluna, Keli Bergamo

Leia também...

2 comentários

Avatar
Eduardo 19 de junho de 2016 - 03:34

Obrigado pela visita e pelas dicas de vinhos, Keli !

Responder
Keli Bergamo
Keli Bergamo 20 de junho de 2016 - 12:28

Eu que agradeço por nos presentear com uma gastronomia de tamanha qualidade. Abraço.

Responder

Deixe um comentário