Dicas de cuidados pré e pós-operatórios em animais

Cuidados pré e pós-operatórios em animais de companhia

A cada dia a procura por atendimento veterinário vem aumentando nas clínicas e hospitais, parte dos atendimentos, por fim, acabam em procedimentos cirúrgicos. Desde procedimentos cirúrgicos curativos até preventivos.

 A orientação do tutor pré e pós-operatória é muito importante, os cuidados são essências para que haja uma boa recuperação do paciente.

O que devemos saber antes da realização da cirurgia?

Antes do procedimento cirúrgico, medicações são realizadas para controle da dor, em seguida, os animais são colocados na fluido terapia e preparados para o procedimento em si. Muitas das drogas utilizadas no pré e transoperatório podem causar vômitos e refluxos. Para evitar que os vômitos ocorram, um ponto muito importante é o jejum alimentar e hídrico destes pacientes. É necessário jejum alimentar de no mínimo 6 a 12 horas e hídrico de 2 horas, variando o tempo conforme o procedimento realizado. A alimentação só deve ser oferecida após o animal ter se recuperado bem da anestesia, estando consciente e alerta.

Quais os cuidados que o tutor deve ter após o procedimento?

É importante manter o animal em local limpo, para evitar contaminações da incisão cirúrgica.

O animal não entende que ele não pode lamber o local da cirurgia, sendo necessário a utilização do colar elisabetano ou a roupa pós-operatória.

Manter o paciente em repouso é outro ponto muito importante. Mas como realiza-lo? Mantendo o mesmo em um local de difícil acesso a escadas, sofás, camas, impossibilitando-o de subir, pular e correr. Estas restrições são de no mínimo 7 a 15 dias dependendo da cirurgia realizada.

Realizar as medicações corretamente conforme prescrição do médico veterinário.

Caso eu não faça nada do que o médico veterinário do meu cão ou gato indicou, quais as complicações?

  • Caso não tenha realizado o jejum, o paciente corre o risco de fazer falsa via ao estar anestesiado, e o conteúdo gástrico ser aspirado aos pulmões e gerar pneumonia.
  • Nos casos de lambedura por não usar a roupa ou o colar adequadamente, os pontos podem se romper devido contaminações das bactérias da boca e o tempo de recuperação ser maior que o normal, que seria em torno de 7 dias. E até mesmo ter que prolongar o uso das medicações.
  • Nos casos de o animal não realizar o repouso, pode ocorrer ruptura dos pontos internos e ser necessário outro procedimento para reparos.

Realizando as indicações do seu médico veterinário os procedimentos tendem a apresentar respostas muito satisfatórias.

Então, que tal cuidar muito bem do antes e depois de seu animalzinho?

Até a próxima,

Eduarda Mansour.

Leia também...

Deixe um comentário