COZINHA VEGETARIANA – Mais antiga do que imaginamos

Bom dia pessoal. Hoje nosso papo será sobre a COZINHA VEGETARIANA. Uma matéria toda dedica a você que optou por um estilo de alimentação diferente da maioria da população e que está ganhando muitos adeptos.

A alimentação à base de vegetais vem nutrindo a humanidade desde esse surgir no mundo como ser vivo. O homem nasce vegetariano, mais precisamente frutífero, uma vez que se alimenta dos frutos que colhe da natureza para seu sustento. Não é possível se falar de uma cozinha, pois os alimentos são consumidos crus. Somente depois da descoberta do fogo que a carne será levada à mesa para ser consumida. Até esse momento, o homem não se alimentava de animais.

Algumas civilizações adotaram os vegetais como um ingrediente muito importante na alimentação, ao contrário de outras que passaram a consumir amplamente as carnes dos mais diversos animais. Existem restrições alimentares ditadas por algumas religiões, como por exemplo, o não consumo da carne de porco por considerá-la como uma carne “suja”, não higiênica.

O tempero da cozinha vegetariana é o azeite de oliva ou óleos extraídos de certas sementes, dando preferência às gorduras vegetais, mas não excluindo o uso da manteiga ou outros derivados animais, como o leite e o queijo.

vigetarianismo 2

Por muitos anos o homem se alimentou exclusivamente de vegetais, através do consumo de sopas ricas em hortaliças, legumes e cereais, reservando as carnes para raras ocasiões especiais. Comer verduras favorece o paladar uma vez que a ingestão de alimentos mais leves aumenta a sensibilidade gustativa e ajuda a distinguir melhor os mais variados sabores. O ideal é o consumo de vegetais com cozimento rápido, mais “al dente”, onde a consistência e o sabor são conservados mais próximos do original.

A crença de que a cozinha vegetariana não satisfaz os amantes da boa mesa, caiu por terra, pois a maior parte dos pratos vegetarianos constituem verdadeiras iguarias, capazes de agradar os mais exigentes paladares, como é o caso de massas recheadas com purês de verduras, alcachofras gratinadas, lasanhas feitas com lâminas de abóbora, berinjela à parmegiana e as tortas de legumes.

No mundo da gastronomia, a cozinha vegetariana ocupa um posto muito importante e deve ser muito valorizada. Quase todos os cardápios de diversos restaurantes pelo mundo incluem alguma preparação vegetariana. E isso é simples se criar, basta evitar repetição do mesmo ingrediente em diferentes pratos, mesmo que seja outra a forma de preparo. Massas e risotos são opções mais substanciosas para se criar um prato principal vegetariano, assim como tortas salgadas de legumes. Sobremesas são fáceis de criar, pois todos os ingredientes da confeitaria são aceitos na cozinha vegetariana, excluindo-se a banha de porco, que pode ser perfeitamente substituída por banha vegetal.

Confesso que foi difícil encontrar algumas receitinhas vegetarianas gostosas. Mas aqui, missão dada é missão cumprida. Espero que gostem dos preparos de hoje. Um grande beijo a todos.

vegetarianismo 3

RÖSTI DE BATATAS E ALHO-PORÓ AO CURRY

Serve 4 pessoas

Ingredientes

  • 600 g de batatas
  • 1 alho-poró grande
  • 2 colheres (sopa) de curry
  • 50 g de manteiga
  • Sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto

Modo de preparo

  1. Lave as batatas e cozinhe-as por 25 minutos, ou até quando espetá-las com um garfo elas estejam macias, mas firmes. Escorra-as e passe na água fria e descasque-as. Quando estiverem frias, rale-as no ralo grosso e reserve numa vasilha.
  2. Higienize o alho-poró, descarte as folhas e o bulbo, e corte o talo em rodelas finas. Misture o alho-poró picado com as batatas raladas e tempere com o curry, um pouco de sal e uma pitada de pimenta.
  3. Derreta a manteiga nua frigideira antiaderente grande e espalhe uniformemente as batatas, pressionando com uma espátula para ficar bem compacto. Deixe cozinha por 10 minutos, ou até que as bordas fiquem douradas, então vire a rösti para cozinhar o outro lado, por mais 10 minutos. Sirva bem quente.

rosti de batata

 

NHOQUE DE ESPINAFRE

Serve 4 pessoas

Ingredientes

  • 250 g de espinafre cozido
  • 300 g de flocos de milho
  • 60 g de farinha de trigo integral
  • 2 ovos
  • 6 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 30 g de manteiga
  • 4 folhas de sálvia
  • Folhas de manjericão
  • Noz moscada ralada a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino preta moída a gosto

Modo de preparo

  1. Pique o espinafre bem fininho e bata os ovos. Numa vasilha, junte o espinafre, os ovos batidos, a farinha peneirada e os flocos de milho. Tempere com sal e pimenta, uma pitada de noz moscada e misture tudo com o auxílio de uma colher, cubra o recipiente com filme plástico e deixe a massa descansar por 2 horas.
  2. Depois desse tempo, coloque uma panela no fogo com bastante água e um pouco de sal e deixe ferve. Higienize as folhas de sálvia e manjericão. Derreta a manteiga numa frigideira pequena, sem deixar queimar, e aromatize-a a as folhas de sálvia.
  3. Acrescente à massa 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado e misture muito bem. Modele com as mãos os nhoques, no tamanho de uma noz, mergulhe-os na água fervente, poucos de cada vez para não grudar, por cerca de 6 minutos.
  4. À medida que ficarem prontos, reire os nhoques da água e escorra bem. Regue com a manteiga de sálvia, polvilhe o queijo parmesão restante e decore a gosto com as folhas de manjericão.

cozinha vegetariana - nhoque de espinafre

 

CUSCUZ MARROQUINO COM FRUTAS SECAS

Serve 2 pessoas

Ingredientes

  • 250 g de cuscuz marroquino
  • 1 colher (sopa) de sal
  • Pimenta-do-reino preta moída a gosto
  • 1 colher (café) de açafrão
  • 2 colheres (sopa) de aceite de oliva
  • 200 ml de suco de laranja coado
  • 1 xícara (chá) de água morna
  • 10 damascos turcos secos
  • 100 g de uvas passas pretas
  • 100 g de amêndoas laminadas
  • 100 g de castanha de caju
  • 100 g de nozes
  • Folhas de tomilho frescas

Modo de preparo

  1. Coloque os grãos do cuscuz em uma tigela, tempere com sal e pimenta. Acrescente o azeite de oliva em fio e com um garfo, esfarele o cuscuz.
  2. Dissolva o açafrão na água morna e acrescente no cuscuz. Preencha com mais água morna se necessário a’te que cubra o cuscuz. Deixe descansar até que absorva todo o líquido.
  3. Com u garfo, solte o cuscuz novamente esfarelando-o. Acrescente o suco de laranja e deixe absorver. Esfarele novamente.
  4. Toste as amêndoas numa frigideira, pique os damascos, as castanhas, as amêndoas, corte as uvas passas ao meio e as nozes para que fiquem visíveis no cuscuz. Misture ao cuscuz, adicione as folhinhas de tomilho e ajuste os temperos, se necessário.
  5. Decore com raminhos de tomilho e sirva.

cozinha vegetariana - cuscuz marroquino

 

 

Leia também...

Deixe um comentário