imagem: google.com

Controlando a Fibromialgia com Acupuntura

Hoje vamos conversar um pouco sobre Fibromialgia, uma doença sem cura e de difícil diagnóstico. Ela se manifesta com dores no corpo todo, principalmente na musculatura. Junto com a dor, a fibromialgia traz sintomas de fadiga (cansaço), sono não reparador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas como alterações de memória e atenção, ansiedade, depressão e alterações intestinais. A sensibilidade ao toque e a compressão muscular também são comuns nos pacientes.

Ainda não se descobriu o que causa a Fibromialgia, apenas sabe-se que o cérebro dos portadores da doença produz menos serotonina – substância ligada à capacidade de regular a sensibilidade dolorosa. Desta forma, impulsos que chegam e saem do cérebro são identificados erroneamente como dor.

Sua incidência é maior em mulheres, mas não se sabe o motivo pois não há nada que correlacione a doença a questões hormonais, mesmo existindo diagnóstico antes e depois da menopausa.

A acupuntura auxilia no tratamento ao promover o aumento da produção de serotonina e endorfina no sistema nervoso central, acarretando assim analgesia, relaxamento e controle emocional, atuando como antidepressivo e diminuindo a ansiedade (melhorando o sono e diminuição da fadiga). A forma de acupuntura mais indicada nesse caso é a laseracupuntura, pois é um tratamento indolor e muito eficaz, que não interfere nas sensibilidades acima rematadas.

Como outras patologias psicossomáticas, a fibromialgia é melhor tratada com uma equipe multidisciplinar e o paciente mudando seu estilo de vida, como por exemplo:

  • Melhorando sua alimentação;
  • Praticando atividade física de intensidade moderada (de extrema importância, pois o exercício físico promove a liberação dos hormônios responsáveis pelo bem estar);
  • Deixar de se cobrar demais, exigindo de forma exacerbada o perfeccionismo.

Fibromialgia não tem cura mas tem tratamento, procure um acupunturista.

Um beijo,
Ale Iasbek

Leia também...

Deixe um comentário