Chope ou cerveja?! Vocês sabem a diferença?

 

Cerveja tem mais álcool?

O teor alcoólico depende de cada receita e não do fato de ser chope ou cerveja.

Chope é mais leve?

Chope não é mais leve que cerveja, ele pode ser mais fresco, mas a receita é a mesma. Claro que isso comparando por exemplo uma Guiness em lata e um chope Guiness.

Vamos entender…

Aqui no Brasil a gente usa a palavra chope pra designar as bebidas que vem em barril, são servidas através de torneiras depois de passarem pelas serpentinas onde são resfriadas. “Schoppe” é uma palavra de um dialeto alemão que significa “copo de 1/2 litro”, que era uma medida usada nos bares alemães antigamente, no resto do mundo o chope é conhecido como “draft”, “draught beer” ou “tap beer”.

Antigamente os cervejeiros tinham muito problema com transporte e armazenamento, porque as cervejas são tão sensíveis quanto o leite, e, se entram em contato com bactérias externas ficam “azedas”.

Para fazer com que essa cerveja durasse mais e pudesse ser transportada, desenvolveram técnicas de pasteurização, refrigeração e filtração, dando origem as cervejas engarrafadas, que podia levar para casa para beber depois.

Em geral a cerveja engarrafada ou em lata é o chope pasteurizado ou filtrado a fim de torná-lo estéril (sem microorganismos deteriorantes), o que faz com que seja uma bebida mais durável.

Entendendo esse processo de pasteurização fica interessante porque então o chope foi criado há 6 mil anos, e a cerveja veio muito depois, com o processo de pasteurização, em 1876. E este processo nada mais é do que fazer com que a temperatura da cerveja seja elevada e depois baixe rapidamente, garantindo uma maior vida útil.

O chope tradicionalmente é armazenado em barris, antes em barris de carvalho, e hoje em barris de aço inoxidável (algumas receitas como a barleywine ainda utilizam barris de madeira), como ele está em um recipiente estéril, livre do contato de bactérias, ele não precisa ser pasteurizado como a cerveja.

Curioso, né?!

Beijinhos e salud!

Leia também...

Deixe um comentário