Analisar o próprio corpo e o tipo físico

Hoje o post é mais pra refletir, analisar o próprio corpo e se conhecer melhor para que os próximos posts fiquem bem legais, ok?

O assunto é: tipo físico!

Já parou pra pensar que somos um conjunto de coisas? Não só um corpão, um conjunto mesmo!! Bunda, peito, barriga, braço, etc que juntos montam um corpão… Isso quer dizer que além de não sermos iguais uns aos outros, isso nos dá a liberdade de encontrarmos e valorizarmos nossos pontos fortes neutralizando os pontos que a gente não gosta e gostarmos do todo, entendeu? hehe

A sacada é conhecer seu corpo e usar roupas e acessórios a seu favor, pensando sempre em tirar de quem tem mais para dar para quem tem menos 😀

Uma dica legal que dou é: Fique de calcinha, sutiã e postura retinha em frente ao espelho e analise seu corpo, analise o peso visual que seu corpo tem, ou seja, analisar com atenção (e carinho, ein) qual a área que mais chama a atenção ou que aparente mais peso visual. Por exemplo, pensando nos tipos físicos “universais” eu sou considerada uma Pêra (imaginem ela, ok? Haha), pois meu quadril e coxa são mais largos, então, o peso visual fica nesta região, porém, tem pessoas que tem mais seio e menos bumbum, mais barriguinha e por aí vai…

Tipo Físico

O mais importante a se fazer nesse momento de reflexão é lembrar do que falei acima ?… Somos feitos de partes e não um todo. Sempre tem uma parte do nosso corpo que a gente não curte muito, (eu mesma tenho uma em particular), mas como somos feitas de partes, temos que ter consciência de que, com paciência, carinho e menor autocritica dá pra valorizar o que temos de melhor e “desviar” o olhar do que não gostamos muito…

Se você acha que esse exercício é difícil vou tentar simplificar (ou não kkk)

Olhe a imagem abaixo e tente “encaixar” seu corpo em alguma…

Lembrando que isso é uma base, viu? Digamos que são “tipos físicos universais”, porém, não podemos esquecer das particularidades… Bumbum e seio grande médio ou pequeno, barriguinha saliente e por aí vai… Ahhh, lembrando também que só estamos falando do tipo físico e não de altura, tá?

Analisar o próprio corpoPronto, agora que você conhece melhor o seu corpo, fica mais fácil pensar no que valorizar e neutralizar, certo?

Lembra da dica que dei de tirar de quem tem mais e dar pra quem tem menos e assim equilibrar silhuetas? Então, pra ajudar, outras dicas básicas pra pensar neste primeiro momento, são:

Se você quer neutralizar ou disfarçar, aposte em:

  • Cores opacas, neutras ou escuras;
  • Estampas com fundo escuro, pouco espaçadas;
  • Superfícies lisas.

Caso você queira aumentar ou expandir, aposte em:

  • Cores claras, brilhantes, vivas, coloridas ou intensa;
  • Tecidos fofos ou peludos;
  • Estampas espaçadas, com fundo claro ou contrastante;
  • Bordados, amarrações, paetês;

O importante agora é refletir mesmo, se conhecer… Focar no que você tem de melhor e não ficar procurando coisas ruins.

Existem coisas que a gente não pode mudar, tipo a altura e outras coisas, mas existem outras que sim.

Se você tem algo que não tá legal a pergunta é: Tem como mudar? Se sim, você tá fazendo algo a respeito? Se não, bora se aceitar e se ajudar com as possibilidades que você tem… O jeito de se vestir é uma arma bacana que você tem.

Analisar o próprio corpo não é uma tarefa fácil, mas tente fazer isso numa boa, afinal o corpo é seu e o legal é você aceita-lo do jeito que ele é… Nunca esqueça que poderia ser pior 🙂

Agora que você sabe seu tipo físico, pode me ajudar com o tema do próximo post, o que acha disso? Deixe o comentário aqui que ficarei muitooo feliz em ajudar…

Super beijo, Fran.

Leia também...

Deixe um comentário