A importância de dizermos NÃO aos nossos filhos

Justamente hoje, que é o último dia do mês de Setembro, mês este em que refletimos especialmente sobre o suicídio, cá estou eu para falar um pouco sobre a importância de dizermos NÃO aos nossos filhos…

Você pode estar pensando que não existe relação entre este tema e o Setembro Amarelo, mas posso apostar com você que sim, existe!

Cada vez mais vemos adolescentes tentando tirar e tirando a própria vida por motivos fúteis. É verdade sim que nenhum motivo é realmente justificável para o suicídio, porém ele é ainda mais incompreensível quando motivado por problemas típicos da adolescência, como levar um fora, ser excluído de um grupo, não ser correspondido, não conseguir atingir uma meta e etc.

Os problemas que eu listei e os que ficaram pela sua imaginação na verdade são problemas da vida adulta, aos quais começamos a ser expostos na adolescência. Na infância é possível controlar a vida dos filhos de modo que não se frustrem, MAS É EXATAMENTE AÍ QUE MORA O PERIGO. Afinal é treinando que se aprende, e nós pais devemos ensinar inclusive aos filhos sobre como lidar com as frustrações.

Lógico que não é necessário fazer movimentos especiais com o intuito de frustrar os pequenos. Perceba que o movimento acontece ao contrário, quando os pais tentam privá-los a qualquer custo de viverem pequenas perdas, nãos e esperas. Isto ocorre quando ao invés de permitir que os filhos sofram o luto de um animalzinho de estimação, os pais lhes correm comprar outro, muitas vezes igual, para que os pequenos sequer percebam a morte. Ocorre também quando os pais não permitem que as crianças esperem uma data especial (como aniversário, natal, dia das crianças) para dar um presente. E entre muitos outros exemplos, também acontece quando os pais, por possuírem condições financeiras proporcionam e dão aos filhos TUDO o que existe de melhor no mercado, tirando deles a capacidade de querer, desejar, esperar e conquistar algo.

Por isso gaste a sua energia amando, acompanhando, estando perto, acolhendo as pequenas dores dos seus filhos e nenhuma energia elaborando estratégias mirabolantes para reorganizar a realidade com a intenção de não deixá-los sofrerem. O sofrimento, assim como perdas e longas esperas, fazem parte da vida, e é fazendo isto que nossos filhos terão a resiliência necessária para sobreviver a/ e crescer com ele.

Leia também...

1 comentário

Avatar
Fernando Gessi Zanettin 30 de setembro de 2018 - 20:39

Muito realista.. hj em dia em geral não somos preparados a lidar com frustrações em geral.. e infelizmente passamos isso as crianças.. parabéns pelo texto..

Responder

Deixe um comentário

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.